quarta-feira, 1 de abril de 2009

Fábrica de casas pré-moldadas vai se instalar em Queimados

A empresa britânica Ultra Green (UG) tecnologia de construção de casas pré-moldadas, vai instalar sua primeira fábrica brasileira no Distrito Industrial de Queimados, na Baixada Fluminense.

Em reunião com o prefeito do município, Max Lemos, na manhã desta quinta-feira, 26 de março, representantes da empresa informaram que as obras do novo empreendimento ficarão prontas em 90 dias, contados a partir da liberação da licença para a construção. O investimento total será de US$ 20 milhões.

Através de uma tecnologia muito avançada a UG fabrica, com isopor grafitado, blocos para construção de casas pré-moldadas, que serão usadas nas obras do PAC em Manguinhos, Cidade de Deus e Chupa Cabra.

De acordo com o presidente da empresa no Brasil, Pedro Moreira Leite, a Ultra Green fornece todo o esqueleto das residências e a empreiteira responsável pela obra faz o acabamento. “Fornecemos a tecnologia do esqueleto das casas. Nosso material é 30% mais barato que os convencionais e a construção 500% mais rápida. A UG ainda fabrica 250 metros de parede em apenas um dia”, destacou Leite, acrescentando que uma residência pré-moldada com dois quartos, sala, cozinha e banheiro pode ser montada em apenas um dia.
Foto: Simone Silva/PMQ
Por produzir materiais leves, os blocos possuem 25 centímetros e pesam menos de um quilo, a empresa contrata apenas mão de obra feminina. Serão gerados 200 empregos diretos e 600 indiretos. A UG Tecnologia também vai construir no Distrito Industrial uma creche para abrigar filhos de suas funcionárias e de outras mulheres que trabalham nas demais empresas no Distrito.

A Ultra Green é uma empresa ecológica e está fechando parceria com a Eco Pak Telhas Ecológicas, também instalada no Distrito Industrial de Queimados. A Ultra Green vai adquirir da Eco Pak placas planas para revestimento das casas pré-moldadas.

Um comentário:

  1. Parabens a fabrica piraque e a prefeitura de queimados

    ResponderExcluir

deixe aqui seu comentário sobre esta notícia.