sábado, 27 de maio de 2017

Prefeitura no Seu Bairro registra quase 10 mil atendimentos em sua segunda edição

Mais de 40 serviços públicos foram oferecidos à população que lotou as dependências da Escola Monteiro Lobato neste sábado. Kailane Muniz encerrou com grande show

Rafaela Diniz - Tratar da saúde, resolver problemas com documentação, se cadastrar para vagas de trabalho, saber como proteger e poupar o meio ambiente e ainda de quebra se divertir e colocar a beleza em dia. Essa foi a proposta do projeto Prefeitura no Seu Bairro, realizado pela Coordenadoria Executiva de Políticas Sociais, que neste sábado registrou quase 10 mil atendimentos na Escola Municipal Monteiro Lobato (São Francisco). Cerca de 200 servidores municipais, entre estatutários e comissionados, participaram da ação que ofereceu mais de 40 serviços públicos gratuitos à população.

Moradora do bairro São Francisco, Érica de Toledo, de 20 anos, veio até a ação procurando uma vaga de emprego e acabou saindo com muito mais. “Fiquei sabendo pelo carro de som que ia acontecer essa ação aqui no bairro. Como estou desempregada e ainda não consegui trabalho, só prestei atenção na parte onde dizia sobre o cadastro de emprego. Quando cheguei aqui fiquei sabendo que tinha vacinação e cadastro no Bolsa Família. Aproveitei e fiz tudo de uma vez” contou.

Desde as primeiras horas da manhã, os moradores já lotavam a Escola Municipal Monteiro Lobato. As opções eram muitas: informações e orientações sobre saúde, educação, assistência social, IPTU, Minha Casa, Minha Vida, Serviços Públicos, Meio Ambiente, Trabalho, Emprego e Renda, direitos dos idosos, mulheres, crianças e adolescentes, exibições esportivas como capoeira, judô, zumba e até show da estrela mirim queimadense, Kailane Muniz.

O prefeito Carlos Vilela participou do evento e fez questão de visitar cada serviço. “Estou muito feliz, porque vejo que a população está aceitando bem essa aproximação entre os órgãos públicos e a comunidade. Tivemos nessa segunda ação a certeza de que o trabalho está dando certo e de que precisamos continuar com o programa para que cada vez mais possamos oferecer serviços de qualidade àqueles que precisam” explicou.

Satisfação no atendimento

Gleice de Moura, de 26 anos, procurou serviços de corte de cabelo, medição da pressão arterial, glicose e recadastramento no Bolsa Família e aprovou os atendimentos. “Eu gostei muito dessa iniciativa, porque muita gente não tem como sair de suas casas e ir até o centro de Queimados para procurar esses serviços. E eu mais ainda, que estou grávida. Tendo esse tipo de atendimento pertinho de casa é uma maravilha”, disse.

Quem também saiu satisfeita da ação, foi a moradora do bairro Valdariosa Simone da Conceição, de 44 anos, que atualizou o cadastro do Programa Minha Casa, Minha Vida do pai. Ele tem um cadastro desde 2009 e fiquei sabendo que as pessoas que têm o cadastro a muito tempo, precisam atualizar os dados. Então, vim aqui com ele para isso”, explicou.  

Já a moradora Elaine Cristina Fernandes, de 54 anos, visitou todos os serviços e fez questão de levar para casa uma muda de tomate italiana que recebeu das mãos do prefeito Carlos Vilela. “Achei muito bacana a iniciativa porque tem muita gente que precisa”, frisou.

No total, 9.741 atendimentos foram feitos ao longo do evento. Segundo o Vice-prefeito e Coordenador Executivo de Políticas Sociais, Machado Laz, a ação vai acontecer uma vez a cada dois meses em diferentes regiões da cidade.

“Nosso objetivo é unificar em um mesmo espaço os serviços oferecidos pelo governo para quem não pode buscar atendimento ao longo da semana ter a oportunidade de ter a prefeitura perto de casa. Fico muito feliz quando vejo que o trabalho que realizamos ajuda de alguma maneira à população, tivemos mais atendimentos nesta edição do que na primeira, o que me deixa muito feliz”, concluiu.

Imagens: Luiz Ambrosio e Thiago Loureiro/Divulgação PMQ

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Universalização do currículo escolar da EJA em Queimados


 Fotos: Luiz Ambrósio e Dine Estela 
Reunião com os professores e a subsecretária, Lina Vasconcelo 
Dine Estela: Refletir sobre a importância do currículo como documento norteador das competências e habilidades a serem alcançadas, a fim de promover a melhoria da qualidade da educação e analisar e intervir com os professores a proposta curricular preliminar da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Essa foi a pauta desta terça, 23, na Secretaria Municipal de Educação de Queimados. A palestra sobre o tema foi realizado pela professora Alessandra Fernandes que ampliou o debate para a questão da importância  do histórico do currículo e suas implicações na prática docente. O encontro também promoveu um debate onde os professores da EJA puderam contribuir com propostas sobre o programa curricular da EJA.

Para o professor Marcelo Moraes que trabalha com EJA há 22 anos, essa iniciativa é muito importante e facilitadora, não somente, para os professores como para o alunos. “Caso o aluno precise mudar de escola ele já não ficará mais perdido nas disciplinas que já foram aplicadas, já que todas as unidades estarão falando da mesma coisa. A mesma facilidade encontramos nós professores que damos aula em várias turmas de EJA, como é o meu caso”, analisou. Cerca de 60 professores participaram da palestra.

“Foi de grande relevância o encontro de ontem, quando professores mais uma vez puderam dialogar sobre a Proposta Curricular da Educação de Jovens e Adultos. Sendo a EJA uma modalidade de ensino, faz-se necessário um currículo próprio. Não é possível ser utilizado na EJA um currículo reaproveitado do regular e sim um modelo que atenda às especificidades do alunado da EJA. Esse foi o objetivo de nosso encontro  desta semana,” explicou a coordenadora da EJA Letícia Fajardo.


Os desafios e conquistas da EJA no Brasil e em Queimados
Superar o analfabetismo no Brasil está atrelada ao desenvolvimento nacional em qualquer esfera da sociedade, também está presente na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e no Projeto de Lei do novo Plano Nacional de Educação. No entanto, na prática, este trabalho precisa ir além das salas de aula. Para isso, a Secretaria Municipal de Educação de Queimados vem preparando seu corpo docente para lidar com os desafios da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil .

Trabalhar com alunos que têm outras prioridades como cuidar do próprio sustento e filhos é muito mais complicado do que com crianças. É preciso mais do que giz, destacou o secretário municipal de educação de Queimados, professor Lenine Lemos. “Já é difícil manter a atenção de uma criança que não tem preocupações de um adulto na cabeça, imagine segurar a atenção de um pai ou uma mãe de família depois de um dia inteiro de trabalho. Esse público precisa de muito estímulos educacionais, não por falta de interesse deles, pelo contrário, são muito aplicados, mas o cansaço do dia a dia castiga muito. Por isso, mantemos nossos professores sempre em formação continuada”, enfatizou.

As novas tecnologias chegaram em bora hora para a normalista, Elisa Santos, 3°, CIEP 341. “ Através de palestras e até cursos, estamos recebendo conhecimentos sobre a EJA que antes não sabíamos e que achamos muito interessantes para nossa futura vida profissional. Assim entendemos melhor como funciona essa modalidade e todos os desafios que vamos enfrentar, bem como leis e a realidade atual do nosso país em relação a esse tema”, observou.  

Segundo a coordenadora da EJA em Queimados, professora Letícia Farjado, desde 2000 observa-se o elevado número de jovens na faixa etária dos 15 anos entrando para a EJA.  “ A Cada ano observamos cada vez mais jovens na faixa etária dos 15 anos entrando para a EJA, isso denota a dificuldade de se manter na educação básica diurna e os motivos são muitos, em sua maioria,por falta de aporte financeiro. Muitos deixam a escola para trabalhar, outros por conta da chegada de filhos etc. Esse é um dos desafios a serem discutidos e vencidos coletivamente a fim de que os jovens que chegam à EJA encontrem espaços favoráveis para compartilhar e ampliar conhecimentos com os adultos e idosos num mesmo ambiente de aprendizagem”, enfatizou que concluiu recentemente uma curso de pós graduação sobre essa “juvenilização” da EJA.


Queimados atende atualmente 1005 alunos, distribuídos em quatro escolas: E.M. Leopoldo Machado, E.M. Oscar Weinschenck, E.M. Scintilla Exel e E.M. Washington Manoel. Com matrículas semestrais para os anos iniciais e finais e matrícula anual para as turmas de EJA I que correspondem às turmas de alfabetização. Sempre sobram vagas em todos os semestres.

Saúde de Queimados presta contas à população na próxima terça-feira (30)



Imagem: Luiz Ambrósio - SEMCOM / PMQ
Jéssica Moreira - Todo cidadão tem o direito de saber sobre o funcionamento do sistema de saúde pública do seu município, como por exemplo, o número de atendimentos realizados e as estatísticas relativas a determinado período. Assim sendo, a Secretaria Municipal de Saúde de Queimados apresenta, na próxima terça-feira (30), o relatório de gestão referente à prestação de contas do 1º quadrimestre de 2017. A audiência pública acontece na Câmara Municipal e terá início às 17h.


quinta-feira, 25 de maio de 2017

PREVIQUEIMADOS paga aposentados e pensionistas neste sábado


Autarquia antecipa pagamento de seus 436 beneficiários. Recadastramento termina nesta sexta

Leandro Machado - Que boa notícia! Mais uma vez o PREVIQUEIMADOS (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Queimados) mantém seu compromisso com o servidor. O Diretor-Presidente da autarquia, Marcelo Fernandes, anunciou nesta quinta-feira (25) que antecipou para este sábado (27) o pagamento dos salários referentes ao mês de maio para os 436 aposentados e pensionistas do município.

No calendário anual disponível pelo Instituto, o pagamento estava previsto para o dia 31 de maio.”Nós temos um calendário onde o servidor tem uma base de quando o salário vai estar disponível, mas, sempre que possível, nós antecipamos. E assim será feito este mês”, disse Marcelo.

Termina o prazo de prorrogação de recadastramento

Termina nesta sexta (26) o prazo para a realização do recadastramento anual do PREVIQUEIMADOS. Mesmo com a prorrogação, 14 servidores (9 aposentados e 5 pensionistas) ainda não fizeram a regularização dos documentos.

Se os beneficiários não realizarem a atualização de seus cadastros terão seus salários suspensos pela autarquia. “Este trabalho se dá uma vez por ano e o beneficiário entende que é para o bem de todos. É com o recadastramento que verificamos algo errado, como fraudes, e temos base para fazer nosso levantamento atuário”, destacou. 

Alunas de dança da Vila Olímpica de Queimados fazem homenagem ao mês das mães

Com direito a rosas de presente, cerca de 500 crianças e adolescentes fazem apresentações de balé e jazz e emocionam público

Leandro Machado - As tardes na Vila Olímpica de Queimados ganharam cores e sons diferentes. Entre quarta (24) e sexta-feira (26), as cerca de 500 alunas de balé e jazz da Vila Olímpica, administrada pela secretaria municipal de Esporte e Lazer, fazem apresentações de dança em homenagem ao mês das mães. São crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, que colocam em prática os movimentos que aprenderam durante as aulas gratuitas das modalidades oferecidas pela prefeitura local.

A dança é essencial ao desenvolvimento da disciplina, auto-estima, socialização e à formação de um adulto seguro e bem relacionado. E o secretário municipal de Esporte e Lazer, Júlio Coimbra, destacou a grande procura por vagas para a dança e ressaltou a importância da arte para crianças e adolescentes: “Certamente são as aulas mais procuradas. E isso se deve ao resultado obtido. Temos relatos de mães que notaram grandes diferenças comportamentais em seus filhos após o início no balé e no jazz”, disse.

As jovens bailarinas, após as apresentações, distribuíam rosas para as mães. Resultado? Muitas delas não seguraram a emoção e foram às lágrimas. Elisângela Pereira (35) é mãe da pequena Annelisa Pereira, de apenas 7 anos. Desde janeiro a menina faz aulas de balé na Vila Olímpica e, quatro meses depois, já foi possível perceber uma diferença comportamental na filha: “Ela aumentou o senso de disciplina e concentração, além em ter formado o prazer pela dança. Outra mudança significativa foi a perda da timidez. Estou muito feliz”, destacou a moradora do Centro de Queimados.

Boa notícia
Imagens: Leandro Machado / SEMCOM - PMQ

As aulas acontecem de segunda a sexta, em variados horários. Na segunda e na quarta, a Vila recebe crianças de 4 a 7 anos, das 8h às 11h, em três turmas diferentes de balé. Já na terça e sexta, pela manhã, há quatro turmas que recebem alunas de 4 a 17 anos para o balé e o jazz. Às terças e quintas, das 14h às 16h40, são quatro turmas para crianças de 4 a 17 anos as duas modalidades de dança.

O secretário deu uma boa notícia que foi comemorada por todos os presentes. Segundo Júlio Coimbra, a Vila Olímpica Barnabé dos Santos receberá uma reforma completa e estará incluída a construção de um local mais amplo para receber as turmas de dança: “Estamos aguardando os últimos trâmites para iniciar as obras. Iremos ampliar e melhorar as dependências da vila para cada dia melhorar nossos serviços”, ressaltou. 

Sobram vagas para o tratamento de hemodiálise em Queimados

São 135 cadeiras desocupadas nas unidades de saúde credenciadas pelo Sistema Único de Saúde no município

Sala branca - Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
Jéssica Moreira - Um tratamento caro, essencial e geralmente muito concorrido, está com vagas de sobra no município de Queimados, na Baixada Fluminense: Trata-se da Terapia Renal Substitutiva, que engloba a hemodiálise e a diálise e é indicada para pacientes com insuficiência renal aguda ou crônica grave. Nos dois estabelecimentos habilitados pelo Sistema Único de Saúde para este fim na cidade, 135 vagas estão desocupadas (a capacidade total de atendimento é de 395 pacientes).

De acordo com o prefeito Carlos Vilela, é essencial oferecer um serviço dessa magnitude no município, que se tornou uma referência para toda a região.

“Temos o compromisso de ajudar a manter essas clínicas em pleno funcionamento para que pessoas, mesmo que de outros municípios, possam cuidar da saúde de forma digna. Aos nossos moradores, inclusive, oferecemos transporte gratuito para realizar o procedimento, que precisa ser feito várias vezes por semana”, declarou o gestor.

Instituto Nefrológico de Queimados
Cada sessão do tratamento custa R$ 194,20 ao Sistema Único de Saúde, que repassa os recursos às instituições credenciadas. A prescrição do procedimento é feita por um nefrologista (médico especialista em doenças dos rins). Depois, o paciente é encaminhado pelo município de origem à instituição mais próxima de sua residência.

“Atendemos pessoas de Nova Iguaçu, Mesquita, Seropédica, Itaguaí, Japeri e adjacências, basta ser tudo regulado pelo sistema estadual, por meio das Secretarias de Saúde de cada município. É bom que o maior número de pessoas saiba dessa alternativa em Queimados, porque nunca atingimos nossa capacidade máxima aqui”, afirmou Anderson Rodrigues, que administra há 2 anos e meio  o Instituto Nefrológico de Queimados (INQUE).

Javan Ferreira, morador de Japeri
No Centro Nefrológico de Queimados (NEFRO), as portas também estão abertas. Segundo Liliane Rocha, que administra a unidade, 117 vagas estavam desocupadas até semana passada. Uma delas agora preenchida por Javan Cândido Ferreira, 32, morador de Japeri. 

“Eu tive problemas quando criança e me tornei paciente renal crônico. Em tratamento há 17 anos, antes fazia em Engenheiro Pedreira, mas há uma semana faço aqui em Queimados. Quis conhecer o atendimento daqui também. Acho bom, todo paciente tem esse direito. Pretendo continuar aqui, estou gostando”, contou o pensionista.

Companheirismo na nova rotina

Casados há 41 anos, Antônio e Marilda Garlope vivem uma rotina intensa nos últimos 2 anos e 8 meses. Três vezes por semana, durante 4h por dia, os idosos (ela aos 60 e ele aos 65 anos) enfrentam juntos o processo das sessões de hemodiálise.

Antônio e Marilda Garlope vão juntos à hemodiálise
O paciente, que é diabético e deficiente visual, está sempre acompanhado da esposa quando o transporte de saúde municipal chega para levá-lo ao Instituto Nefrológico de Queimados. De acordo com Marilda, a vida do aposentado mudou completamente desde o início do tratamento.

“O cuidado vai desde a higiene do local das perfurações até a alimentação. Também recebemos muita atenção dos enfermeiros e toda a equipe. Glorifico a Deus por este serviço, porque se não tivesse hemodiálise aqui teríamos que ir para longe, sair da cidade para conseguir. Mas temos o transporte, que nos busca e leva em casa, tornando tudo mais fácil”, contou a dona de casa, moradora do bairro Nova Cidade. 
  
Serviço aprovado

Outro queimadense a utilizar o serviço é Sandro Gomes, 41. O professor de Informática faz hemodiálise há cerca de um ano e afirma que, no início, foi pego de surpresa pela recusa da seguradora de saúde em arcar com os custos do procedimento.

Sandro Gomes faz o tratamento há um ano
“Sou diabético há 24 anos e por conta disso e também da hipertensão, tive falência renal. No começo, precisei de atendimento emergencial, então fui parar num hospital particular e gastei uma fortuna. Tive que arcar com muitas sessões, porque o plano não cobriu as horas integralmente. Felizmente consegui uma vaga aqui em Queimados”, declarou o morador do bairro Vila Scintilla, que fez questão de elogiar a qualidade do atendimento.

“É excelente, a equipe médica nos trata com o maior cuidado e atenção, está sempre nos observando para o caso de qualquer mal-estar. Nem sempre o cidadão vê seu imposto sendo revertido, mas em Queimados a saúde está funcionando. Estou testando o serviço e provando que nessa área o município não tem deixado nada a desejar”, concluiu.


Serviço:

Centro Nefrológico de Queimados (NEFRO)
Rua Manuel Augusto Muguet, 64 – Centro 
Telefone: 2663-3342

Instituto Nefrológico de Queimados (INQUE)
Rua 3, s/nº - Lote 01, Q S - Vila Pacaembu 
Telefone: 3698-8930

Central de Regulação de Queimados
Rua Onze, s/nº - Pacaembu
Telefone: 2665-6544

Queimados abre inscrições para cursos gratuitos de capacitação e oficinas culturais

Ao todo, mais de 10 atividades serão oferecidas no Centro de Artes e Esportes Unificados do bairro São Roque

A Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, abrirá inscrições para vários cursos livres e oficinas recreativas gratuitas no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro São Roque. As vagas poderão ser preenchidas nos dias 29 e 30 de maio, das 10 às 16h. Entre as atividades oferecidas, estão: Teatro, Jazz, Hip hop, Artesanato, Origami, Informática, Inglês, Zumba, Ginástica, Auxiliar Administrativo e Corte e costura. O CEU fica à rua Macaé, 430, bairro São Roque, ao lado do campo de Futebol. Os interessados devem levar cópia dos documentos de Identidade e comprovante de residência. Haverá sorteio de vagas no dia 1 de junho, às 15h no local e as matrículas serão realizadas no dia seguinte.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

200 vagas para cadastro de mototaxistas ainda estão em aberto em Queimados

No entanto, alguns profissionais insistem em trabalhar de forma irregular. Secretaria de Transporte intensificou fiscalização da categoria e processo de legalização

Jéssica Moreira - A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, tem realizado constantes operações para punir com multa e apreensão de motocicletas quem não estiver credenciado para a prestação do serviço na cidade. Porém, alguns mototaxistas parecem não estar satisfeitos com as medidas.  

Nesta quarta-feira (24), houve protestos em diferentes pontos da cidade, no qual condutores que têm tentado trabalhar de forma irregular (sem licença expedida pela SEMUTTRAN). Vias de trânsito foram fechadas pelos manifestantes - Irmãos Guinle do trecho da José Maria Coelho até a Padre Marques – em ação que, segundo informações de membros da Secretaria, foram coordenados por locatários de motocicletas.

De acordo com o Secretário da Pasta, Antônio Almeida, o discurso de que a gestão “quer atrapalhar o trabalho dos mototaxistas” é uma inverdade.

“Temos vagas sobrando para cadastrar condutores legais junto à nossa secretaria. São quase 200 carteirinhas à disposição, desde que se cumpram todas as exigências de documentos e habilitação. Essas medidas visam o bem-estar da população que utiliza o serviço e não vamos abrir mão da fiscalização”, declarou o gestor, que afirmou ainda que o município tem se empenhado para facilitar a regularização e a capacitação dos condutores de motocicletas para meio de transporte.

Os mototaxistas tiveram mais de um ano de prazo para efetuarem o cadastro junto à prefeitura. Atualmente são 250 profissionais cadastrados, dos quais 160 já tiveram seus nomes e matrículas publicados no Diário Oficial do município e estão aptos para trabalhar (o restante precisa sanar algumas pendências documentais). 

Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
E para melhorar a qualidade do serviço oferecido aos usuários desta modalidade de locomoção, uma parceria entre a Prefeitura de Queimados e o DETRAN possibilita que os condutores façam – de forma gratuita – o Curso Especializado obrigatório destinado aos profissionais da categoria. Até o momento, 100 alunos estão em fase de conclusão do curso e mais 100 vagas serão abertas no próximo mês.

O curso, instituído pela Resolução CONTRAN 410/2012, custaria em torno de R$400 aos motociclistas em qualquer autoescola e tem por objetivo garantir aos motociclistas profissionais a aquisição de conhecimentos, a padronização de ações e atitudes de segurança no trânsito. Entre os conteúdos abordados estão noções básicas de legislação, ética e cidadania na atividade profissional, gestão de risco sobre duas rodas e o uso adequado de equipamentos de segurança. A carga horária total é de 30 horas/aula, cumpridas em cerca de 6 dias de curso.

Mais de 200 espécies de animais e plantas são encontradas em APA de Queimados

Queimados abriga a maior mosca do mundo com 6 cm e alguns animais em extinção

Fotos Luiz Ambrosio e Cleber Vitório
Mosca cavalo do cão - Gauromydas heros
Dine Estela: Foram descobertas na Área de Proteção Ambiental - APA Gandu-Jacatirão, em Queimados 288 espécies de seres vivos, sendo 164 fauna e 124 flora, além de 5 espécies de répteis, 87 aves e mais de 160 animais, incluindo a maior mosca do mundo encontrada até o momento com 6 cm, identificada como: “Cavalo de cão”. As espécies foram descobertas através do Plano de Manejo que está sendo realizado por conta da medida compensatória da empresa Citycol. Esta é a primeira das seis unidades de conservação da cidade a receber o trabalho.

Tomate de lobo
A APA Guandu-Jacatirão fica nas imediações do Distrito Industrial de Queimados e possui uma área de 96 hectares com 60% de declividades que chegam a 120 metros de altura, solo amarelado e com pouca possibilidade de plantio devido ao desgaste das últimas plantações. A região hidrográfica é composta por florestas, capoeiras (espécie de plantação rasteira), muitas áreas de pastagem e inundáveis e pouca habitação humana. Os estudos da fauna e flora foram feitos com o auxílio técnico da UFRRJ onde foram descobertas várias espécies em extinção e espécies ainda desconhecidas. A flora também não ficou para trás em exuberância com suas cores e texturas. Muitas plantas exóticas e raras também foram encontradas nesta APA.

Um alerta deixado pela empresa Helium Verde, contratada para realizar o Plano de Manejo, foi sobre a grande quantidade de aves comuns do tráfico. Foram mais de 86 espécies encontradas e 20% comuns do tráfico de aves. “Quando estávamos fazendo o catálogo chegamos a encontrar várias armadilhas para capturar estas aves, por isto alertamos as autoridades para eu fortaleçam a vigilância nesta APA”, alertou o engenheiro florestal, Cleber Vitório.

O engenheiro também alertou para a grande quantidade de carbono que está sendo retido pela área, cerca de 265,87m³. “Sugerimos que os novos empreendimentos sejam construídos com uma distância segura da região para que não atrapalhem o modo de vida destas espécies raras encontrada,”, acrescentou.  

Também foram descobertas outras potencialidades da área como a criação de um túnel do mel, devido a grande quantidade de abelhas encontradas na área. O Plano de Manejo também prevê a criação do projeto “Chega de Caça”, projeto “Debate Verde” para atrair a comunidade e criar uma legião de guardiões das matas, acrescentou o engenheiro Cleber.

Faz parte do plano de manejo da APA Guandu-Jacatirão a construção de um viveiro florestal, corredores seis corredores ecológicos importantes para a procriação das espécies, um laboratório e um museu da biodiversidade, além de programas de educação ambiental, tudo isto, gerado por um conselho gestor da unidade de conservação. O projeto foi apresentado em audiência Pública na noite desta terça, 23, no teatro municipal de Queimados e contou com a participação de várias representatividades de ongs ambientais, políticos e sociedade civil organizada, além do público em geral.

O presidente do conselho do meio ambiente, Fabrícius Caravana, alertou para a necessidade deste plano de manejo em todas as seis Unidades de Conservação Ambiental de Queimados. “Não adianta nada termos UC e não termos planos de manejo que incluem projetos de manutenção e preservação das espécies”, alertou.



MAIS SEIS APAS SERÃO CRIADAS EM QUEIMADOS ATE 2018

A Resposta foi dada de pronto pelo secretário de meio ambiente, Cacau Nogueira, que garantiu que até o final de 2017 todas as áreas de conservação de Queimados estarão devidamente implantadas e com seus planos de manejo. “Já catalogamos seis UC em Queimados e pelo menos , o Horto Luiz Gonzaga de Macedo, Morro da Baleia,  e Onça Feliz, estarão prontas ainda neste semestre. No mês de junho estaremos implantando mais duas UC que darão suporte à APA Guandu-Jacatirão, a UC da Fonte fará um corredor florestal entre as duas. A outra será no bairro Vila Americana. Em janeiro estaremos finalizando o projeto de mais três áreas. Durante a semana do meio ambiente (4 a 6) de junho estaremos realizando várias palestras e até visitas abertas à população nestas áreas de conservação”, adiantou.

A estudante do sexto período de engenharia florestal, Tamires Duraes, 19 anos, mora no bairro Nova Cidade aproveitou a oportunidade para aprender um pouco mais sobre o assunto. “Moro em Queimados e não tinha a menor ideia da quantidade de biodiversidade existente aqui. Já tenho o meu celeiro natural de estudos”, destacou animada. A estudante alertou para a necessidade de imbuir a comunidade escolar nos projetos de conservação.

Queimados terá plano de cargos e salários específico para os profissionais da Educação



Encontro promovido pela União dos Dirigentes Municipais e pelo MEC treina e capacita equipes de várias cidades que farão a implantação do documento a partir deste ano


Dine Estela - O município de Queimados deu início nesta semana a capacitação da rede de assistência técnica para elaboração do seu Plano de Carreira e Remuneração específico para os profissionais da Educação – atualmente a categoria está inserida no plano que envolve todo o funcionalismo público –. A capacitação que aconteceu entre terça e quarta-feira no auditório do Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade orientou os dirigentes do município a utilizarem o sistema do MEC para o cadastramento dos Planos de carreira dos municípios.


A iniciativa do Ministério da Educação é coordenada pela Diretoria de Valorização dos Profissionais da Educação (DIVAPE) e Secretaria de Articulação do Sistema de Ensino (SASE), em parceria com o Conselho dos Secretários de Educação (CONSED) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). A capacitação foi estendida aos gestores dos municípios da Regional Metropolitana, entre os quais marcaram presença dirigentes e técnicos das Secretarias Municipais de Educação de Nilópolis, Japeri, Magé, Mesquita, Paracambi e São João de Meriti.

O Plano de Carreira é criado por lei e regulamenta um conjunto de normas que regem a carreira dos profissionais, constituindo um dos meios de valorização dos professores e demais profissionais da educação. A valorização se expressa, entre outros fatores, numa remuneração condigna, em oportunidades de formação e condições dignas de trabalho, estando prevista em diversas leis, inclusive na Constituição Federal, explicou Marlise Alves, técnica da rede de assistência do MEC que conduziu a capacitação.

“O plano é muito importante para os profissionais e para os municípios, porque ajuda a programar melhor as ações e as necessidades, mas cada um precisará de adequação de acordo com a sua realidade. Sabemos que alguns municípios como Queimados, já garantem muitos direitos, mas ainda não têm um Plano de Carreira completo e específico, para isso, orientamos que façam a adequação do plano em função do orçamento municipal, conjugando com as leis do PPA, LOA e LDO”, observou Marlise.

Comissão para elaborar o plano

Segundo o secretário de educação de Queimados, Lenine Lemos, um dos grandes desafios de Queimados será garantir o percentual por formação e o ⅓ de hora/atividade de um jeito que não onere a folha de pagamento da educação. “Após 26 anos, os profissionais da Educação terão o seu plano específico de cargos e salários. O documento é muito importante porque faz com que possamos acompanhar o andamento e o desenvolvimento de cada profissional, principalmente o tempo de serviço e quando irá se aposentar para que possamos nos organizar para repor os quadros da educação”, observou.

“O Plano de Carreira e Remuneração estimula o professor a se qualificar cada vez mais para garantir melhores salários, já que isto será contabilizado na aposentadoria”, analisou a subsecretária de Educação, Lina Vasconcelos, que está participando da comissão de elaboração do plano em Queimados. Lina acredita que até novembro Queimados já esteja com o seu Plano de Carreira pronto para que seja apreciado pela Câmara Municipal.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Iniciativa "Legalizar para crescer" oferece palestras a microempreendedores queimadenses

Parceria entre Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e SEBRAE realizou encontro de empresários na manhã desta terça-feira (23)

Jéssica Moreira - Empreender é sempre um desafio, principalmente em tempos de crise econômica. Por isso, a busca por informações e aperfeiçoamento é necessária aos pequenos e médios empresários. Para ajudar nessa empreitada, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, ofereceu uma manhã de palestras sobre o empreendedorismo na manhã desta terça-feira (23).

Promovida em parceria com o SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas –, a iniciativa faz parte do projeto “Legalizar para crescer”, criado pela SEMDE para auxiliar e orientar os microempreendedores individuais (MEI) da cidade.

“Como crescer como empresa”, “Como trilhar o caminho do sucesso”, “As características do empresário de sucesso” e “Como fazer diferença no mercado” foram alguns dos diversos temas abordados no evento, aprovado pela consultora de beleza Vânia Cristina Costa, 34, que soube da ação por meio de uma amiga e não quis perder a chance de aprender mais sobre o mundo dos negócios.

Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
“Já tinha interesse em me tornar uma microempreendedora, mas às vezes estamos perdidos, sem saber muito como começar e precisamos de alguém para nos orientar. Estava prestes a procurar ajuda em Nova Iguaçu, mas quando soube dessa iniciativa aqui perto, me inscrevi para participar. Agora é aplicar meus recursos para abrir, de fato, meu próprio negócio”, contou a moradora do bairro São Roque.


De acordo com a Coordenadora do SEBRAE na Baixada Fluminense e palestrante desta terça-feira (23), Tereza Cristina Ferreira, outra palestra – de teor mais técnico – está prevista para a próxima semana. “A importância do microempreendedor individual” e “Os direitos e deveres do empreendedor individual” serão alguns dos assuntos tratados, além de orientações sobre acesso a serviço de crédito, aderência a novas formas de pagamento e outros temas pertinentes a quem quer se tornar um empresário legalizado.

“Ter um negócio é um desafio grande. E as tomadas de decisão são muito melhores quando baseadas em informações corretas. A proposta dessa parceria é mostrar para os MEI’s que eles não estão sós, que estamos disponíveis para ajudar no que for preciso para começar ou manter seus negócios de forma próspera”, afirmou.

As palestras são gratuitas e, para se inscrever, os interessados podem entrar em contato pelo número 2665-0470 ou comparecer à Secretaria.   
                     
Serviço:

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico
Rua Esperança, 90 - Centro/ Queimados
Tel: (21) 2665-0470
E-mail: semde@queimados.rj.gov.br

Queimados vai estimular ensino da cultura afro-brasileira nas escolas


Professores da rede pública municipal participam de oficinas de capacitação das leis federais que determinam a aplicação da história do povo africano na grade curricular

Fotos: Luiz Ambrosio

Dine Estela: Que país seria o Brasil sem o legado da cultura africana e seus costumes e tradições como a capoeira e o samba, por exemplo? Pensando nisso, as escolas públicas municipais de Queimados já apresentam a educação para as relações étnico-raciais como temática obrigatória no currículo escolar. Com o objetivo de garantir a memória e a cultura, não somente dos povos indígenas e africanos, mas também dos próprios brasileiros, foi promulgada a lei 10.639/03, substituída pela 11645/08, que determina a aplicação da matéria sobre a História do Povo Africano, seus costumes e todo o seu contexto, bem como a história de povo indígena nas escolas brasileiras.

Em Queimados, o trabalho de conscientização começou primeiro pelos professores que estão recebendo através de uma equipe de técnica, orientações pedagógicas de inserção das leis nas disciplinas escolares, como explicou a implementadora, professora Luzia de Fátima. “O professor precisa conhecer e valorizar a ancestralidade desses povos e suas culturas, pois só assim será capaz de provocar nos alunos a consciência de que esses povos são tão importantes na história brasileira, quanto os descendentes dos colonizadores europeus”, enfatizou.

A determinação do secretário de educação de Queimados, professor Lenine Lemos, é que toda a comunidade escolar, que inclui as famílias dos alunos, recebam as palestras de reflexão sobre a importância da cultura africana e dos índios para o desenvolvimento cultural dos alunos. “O segundo momento será com os pais para em seguida tratar do assunto com os alunos. Entendemos que a família precisa participar de todo este projeto educativo para que não sejamos pegos de surpresa com atitudes de segregação racial”, enfatizou o secretário. Ainda segundo ele, essa dinâmica tem o objetivo de diminuir o preconceito racial. A oficina já passou pela maioria das escolas municipais.


Movimentos ligados ao negro aprovam a iniciativa

Ativista Cultural de movimento afro, Fabrícius Caravana e líder de uma casa umbandistatambém acredita que somente com a aplicação das Leis 10.639/03 e 11645/08 nas escolas, será possível diminuir a intolerância incentivada por discursos discriminatórios. “É preciso reconhecer a importância da história daqueles que aqui chegaram amarrados e que ajudaram a construir esta grande nação. Ao nos negarmos a implantar as leis estaremos querendo arrancar o que mais precioso os negros  deixaram para nós,  a nossa origem”, destacou.

Na Casa liderada por Fabrícius, a cultura afro é perpetuada através da dança, comida e principalmente religião. Os rituais africanos são realizados todas as segundas-feiras. Seguindo a orientação espiritual de seu avô Custódio de Souza Caravana, que neste ano completaria  150 anos, a casa realiza culto na linha da Umbanda africanista no Brasil. “O Brasil não comeria o que come, não rezaria o que reza, não dançaria nem cantaria como hoje canta, não fosse a riquíssima herança cultural trazida pelos 4,5 milhões de africanos  aqui escravizados. Essa cultura e memória precisa ser valorizada”, concluiu.


Mães têm dia de rainha em Queimados


Secretaria Municipal de Cultura homenageou mulheres com diferentes histórias de vida com dia de beleza, sapatos novos e até desfile de moda
Dine Estela: Acordar cedo, alimentar, dar banho, preparar merendinha especial, levar na escola, no curso, na pracinha, colocar para dormir, mas antes contar uma historinha e ainda conjugar esta extensa rotina com o trabalho doméstico e, em muitos casos, os externos também. Essa rotina cansativa faz parte do dia-a-dia da maioria das mães e elas tiram toda esta agenda de letra. Cuidam de todos, mas quem cuida delas? Foi pensando nisto, que a Secretaria Municipal de Cultura de Queimados, liderada pelo produtor cultural Wall Araújo, escolheu cinco mães com as histórias de vida  emocionantes  para oferecer um dia de rainha.
Wall Araújo 
O evento chamado “Rainha do lar” – alusivo ao mês das mães – aconteceu na última sexta (19), no Centro de Artes e Esportes Unificados do São Roque e homenageou mulheres de diferentes regiões de Queimados, foram elas: Iracy Godoy, 3 filhos, Marilene Costa, 2 filhas, Diane da Silva,1 filha e Irene Henrique, 6 filhos. Elas receberam um dia de beleza, roupas e sapatos novos, além de vários outros brindes do comércio local e até um coquetel com direito a bolo e um desfile de moda com os alunos do curso de modelo comunitário, oferecido pelo produtor Wall Araújo.
Foi uma noite de lazer somente para elas, contou Wall. “Este já é o terceiro ano que realizamos este evento, o mais difícil é escolher entre tantas histórias lindas as mães homenageadas. Se pudéssemos, daríamos presentes para todas. Todos os anos conto com o apoio de vários amigos e da minha grande parceira a assistente social, Deisemar Bastos,  que cuida da parte filantrópica do evento que este ano arrecadou 50 quilos de alimentos doados para a Instituição Educacional Nossa Senhora Aparecida (IENSA)”, enfatizou Wall.
Marcelo Lessa  está abraçado com Wall  e Deisemar Bastos 
A campanha: “Adote uma mãe”, contou com o apoio de vários políticos e empresários da cidade, que foram uma espécie de anjos da guarda. Cada um fez algum tipo de doação para que a mãe tivesse um dia de rainha, contou o Secretário de Cultura, Marcelo Lessa. “Foi muito legal ver a participação de toda a sociedade para homenagear pessoas tão importantes para nós que são as mães. Ai de nós se não fosse o amor de uma mãe para nos fortalecer e proteger”, concluiu Lessa.