sábado, 31 de agosto de 2019

1º Concurso Musical Garagem Jovem promete agitar Queimados

Cantores de toda a Baixada Fluminense podem se inscrever na competição, que vai premiar vencedor com a gravação de um videoclipe

Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM
André Uchôa - O cantor Xandy de Pilares já convocou; o ex-Barão Vermelho Rodrigo Santos também. Com estes convites não tem como ficar de fora do 1º Concurso Musical Garagem Jovem de Queimados, que busca descobrir novos talentos e incentivar a cultura na Baixada Fluminense. Fruto de uma parceria entre o estúdio Garagem Records  e a Prefeitura, por meio da Subsecretaria de Assuntos para Juventude, a iniciativa oferece ao vencedor a gravação de um videoclipe e um cupom de R$100 no Restaurante Espaço 100.

Para participar do concurso é fácil: basta gravar um vídeo cantando uma música autoral ou “cover” e postar no Instagram usando a tag #concursogaragemjovem2019, além de marcar a página do projeto (@garagemrecords). Os vídeos deverão ser postados até o dia 5 de setembro por meio da conta pessoal dos artistas.  Clique aqui e confira o edital. 

Organizadores do evento (e) e candidato Elias de Freitas
São duas modalidades de participação. Na primeira, serão aceitas performances individuais; já na segunda, duas ou mais pessoas podem estar cantando, utilizando um ou mais instrumentos. Serão julgados quesitos como afinação da voz e do instrumento, desempenho, originalidade, harmonização e letra.

A segunda fase promete ser ainda mais emocionante, pois após a seleção dos candidatos em votação popular pelas redes sociais, um time de talentos vai formar o corpo de jurados: Garrezinho Bragança, Arthur Messias, Fábio Muniz e convidados especiais.

De acordo com o Subsecretário de Assuntos para Juventude, Felipp Castellano, a gestão municipal tem mantido o compromisso de viabilizar ações culturais na cidade: “Esse tipo de evento é fundamental para encontrar novos talentos e conhecemos muitos desses aqui na cidade, como o Garret Bragança e Kailane Muniz. Então, a Prefeitura tem o papel de fazer parcerias com as instituições que buscam promover a cultura de uma forma geral. Esse é o nosso dever e é assim que avançamos”, conclui o gestor.

Já para o fundador do projeto, Marcus Vinicius, a iniciativa visa ajudar os novos
Elias de Freitas é um dos concorrentes 
talentos da Baixada Fluminense: “A cidade é um celeiro de talentos e os apaixonados por música. Nosso objetivo é expor vozes de toda região, pois através da expressão musical podemos devolver ao mundo coisas boas”, disse.  

E quem está animado para o concurso é o jovem Elias de Freitas (24). Pela primeira vez em uma competição do tipo, o morador do bairro Ponte Preta afirma estar ansioso para o evento: “Gosto de cantar todos os gêneros musicais. Sou amante da música brasileira desde pequeno, pois é no cantar que liberamos nossas emoções. Estou me preparando para esta competição pois quero dar o meu melhor”, contou o artista.

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Professores da rede municipal de ensino de Queimados terão livros expostos na Bienal

Igor Gonçalves, Verônica Cunha e Cilene Maria comemoram momento ímpar em suas carreiras no mundo literário
Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM
André Uchôa - Que ler é um prazer, muita gente sabe. Mas poucos têm noção de que escrever um livro significa, também, vencer obstáculos. Com vivências diferentes, os professores da rede municipal de Educação em Queimados Igor Gonçalves (27), Verônica Cunha (42) e Cilene Maria (48), têm histórias em comum. Além de serem autores inspirados por experiências em sala de aula, os três terão suas obras expostas na 19ª edição Bienal Internacional do Livro.
Articulador de leitura na Escola Municipal Senador Nelson Carneiro, Igor Gonçalves é autor de ‘Luzia’, obra que aborda a história de uma menina que não gosta de seu nome e questiona suas origens.  Há quatro anos trabalhando para promover o gosto pela leitura junto a seus estudantes, o docente conta que sua protagonista surgiu a partir de um trabalho desenvolvido na sala de leitura e foi inspirada num importante achado arqueológico.
“Estávamos trabalhando o significado dos nomes dos alunos. No meio do processo, tive a ideia de falar sobre quem poderia ter sido a dona do crânio encontrado em Minas Gerais e batizado de Luzia (fóssil humano mais antigo encontrado na América do Sul). Ao imaginá-la negra, decidi por valorizar toda a ancestralidade africana, além de dar às crianças uma oportunidade de se verem como protagonistas. O trabalho de ilustração da Suzana Diks fez toda diferença”, relatou.
Quando perguntado sobre a expectativa de dividir espaço com grandes nomes da literatura na famosa feira literária, o escritor diz estar empolgado. “Estou ansioso com este momento. Estar na Bienal, é levar a minha história e meu trabalho para expor a toda sociedade. O momento é único e será um marco em toda minha vida”, afirmou feliz.  
Além de professoras: escritoras
Amantes do mundo da leitura e da escrita, as Orientadoras Educacionais da rede municipal de ensino Verônica Cunha (42) e Cilene Maria Cavalcanti (48) também estarão compartilhando seus talentos na 19ª edição da Bienal. Juntas, as escritoras contam suas vivências na literatura e as experiências adquiridas em sala de aula, que influenciaram diretamente o conteúdo de suas obras.  
Nascida em Queimados, Verônica é autora de dois livros de poesias e crônicas: ‘Coração em Palavras’ e ‘Pirulito: Crônicas para professores e admiradores’, que será lançado nesta terça-feira (3), durante o evento no stand R32, no Pavilhão Verde.
Tendo como referência a escritora brasileira Conceição Evaristo, a educadora – que tem 25 anos de carreira - afirma que escrever é uma resistência em tempos difíceis. “Hoje, graças a tantas lutas conseguimos como mulher e negra ocupar esses espaços da literatura. Vivemos dias complexos, e na verdade, a poesia pra mim é uma forma de resistência. Uso um trecho do poema de Conceição que diz ‘Menina, meu poema primeiro cuida de mim’. A literatura mantém vivos os meus pensamentos”, frisou a mestre em educação que mora no bairro Belmonte.
Cilene Cavalcanti (à esquerda) - Arquivo Pessoal
Já a autora de duas edições do livro ‘Lygia Bojunga e suas histórias’, Cilene Maria Cavalcanti (48) trabalha na E.M. Professor Washington Manoel de Souza. Após dois anos após publicar seu primeiro livro, a Mestre em Educação percorre várias escolas e igrejas falando sobre autoconhecimento e desenvolvimento cognitivo. Agora, prepara o lançamento da terceira edição da obra. “É um reconhecimento estar divulgando o meu trabalho da maior reunião de autores do mundo. Isso é sinal de que estou no caminho certo e, sou muito grata as pessoas por gostarem deste trabalho”, contou.

Alunos da rede municipal interpretam ‘Turma da Mônica’ na Semana Nacional da Educação Infantil

Obra de Maurício de Souza inspirou culminância de projeto sobre comunicação nesta quinta (29). Data também marcou encerramento da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla
Kathellen Islyne - Os alunos do Pré II da Escola Municipal Metodista, em Queimados, tiveram uma quinta-feira (29) digna das páginas de uma história em quadrinhos. Isso porque a culminância da Semana Nacional da Educação Infantil contou com uma apresentação toda especial da “Turma da Mônica em: Uma viagem pelo mundo da comunicação”, na qual estudantes da unidade mostraram a pais, colegas e educadores a se comunicar e aprender através da brincadeira.
Os personagens mais famosos de Maurício de Souza ganharam vida no palco do Teatro Marlice Margarida Ferreira da Cunha com danças e encenações das crianças, que aproveitaram para se divertir enquanto aprendiam. E é claro que a dentucinha mais estressada do bairro do Limoeiro também marcou presença. Quem a interpretou foi a pequena Tatiana da Silva (6), que afirma se identificar com a personagem.
“Eu sou muito brava também, mas só porque gosto de ajudar a professora e fico irritada quando meus coleguinhas ficam gritando em sala de aula. Me chamam de mandona, por isso eu escolhi ser a Mônica na apresentação”, conta empolgada a líder da turminha.
Instituída em 2012 pela Lei nº 12.602, a Semana Nacional da Educação Infantil foi pensada em homenagem à médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, e se tornou uma ferramenta pedagógica muito explorada pelos educadores de todo o país, como conta a diretora da E. M. Metodista, Ana Maurício. “Nosso tema pedagógico em 2019 é ‘Comunicação é a arte de educar para conviver’ e, por isso, aproveitamos as histórias lúdicas para tratar de valores como as diferentes formas de nos expressar moldam nossa vida. Além disso, reforçamos a questão do brincar, porque criança tem que ser criança”, declara a docente.
Para a professora Camila Santos (33), incentivar as crianças a deixarem a tecnologia de lado para brincar é um dos principais objetivos da atividade. “Trabalhamos com eles essa ideia de deixar o celular pra lá e se comunicar pessoalmente com os amigos, queremos que eles troquem as tecnologias por brincadeiras ao ar livre, porque brincar ‘é coisa séria’”, diz a educadora.
Educação para todos
Na parte da manhã, outra programação foi promovida pela Secretaria Municipal de Educação no mesmo local. Professores, pais e alunos se reuniram para o último dia da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Sob o tema ‘Autismo, Literatura Infantil e Educação’, a palestrante Doutora Amanda Carlou abordou a importância da inclusão e do preparo dos professores da rede para atender estudantes com autismo.
De acordo com o Secretário da Pasta, Lenine Lemos, o compromisso da gestão com a educação é torná-la acessível para todos. “Foi uma semana emocionante e com o sentimento de dever cumprido. Queimados não fugiu da responsabilidade de falar de assunto tão complexo. Estamos fazendo muitos investimentos na inclusão de pessoas em nossa rede e já estamos vendo os resultados. Com professores qualificados, sabemos que essa caminhada será mais suave.”, concluiu o gestor.

Com preços populares, Feira Literária é prorrogada em Queimados

Evento promovido graças à parceria entre Prefeitura de Queimados e Fluc ficará na Praça Nossa Senhora da Conceição até 29 de setembro
 
Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM
Jéssica Moreira - Os moradores de Queimados que apreciam literatura mas ainda não aproveitaram as ofertas da Feira Literária Universo Cultural (Fluc) terão uma nova chance. Os estandes, que inicialmente ficariam na Praça Nossa Senhora da Conceição até este sábado (31), permanecerão no município até 29 de setembro.

A iniciativa acontece graças a uma parceria entre a Prefeitura - por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo - e o projeto itinerante que há cerca de 5 anos promove o acesso à leitura por meio de preços populares.

As tendas funcionam de segunda a sexta das 8h às 20h e aos sábados das 8h às 17h e oferecem livros a partir de R$2 em gêneros como filosofia, sociologia, história, literatura portuguesa, estrangeira e oriental (Mangás e HQ’s), livros religiosos, literatura infantil, romances e best sellers

Um dos organizadores da iniciativa, Thiago Fernandes (35) afirma que mais de 10 mil exemplares estão disponíveis para a escolha dos queimadenses. “Nossa
intenção é visitar cidades que têm potencial cultural a ser explorado. Fazemos sempre a reposição dos livros vendidos para proporcionar maior variedade aos consumidores”, declarou.


Espaço para autores locais

De acordo com o Secretário da Pasta, Marcelo Lessa, autores queimadenses são muito bem-vindos para expor suas obras durante a feira. “As inscrições continuam abertas para todos que quiserem expor seus trabalhos aqui. Agradeço muito ao Prefeito Carlos Vilela por sempre nos dar autonomia para execução de projetos como este, que valorizam a cultura como forma de ferramenta social”, declarou o gestor.
 
Os interessados em mostrar suas criações literárias na Feira devem comparecer à SEMUCTUR (Rua Macaé, 430, São Roque, Queimados - 2665-1541) de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com RG, comprovante de residência e três exemplares do seu livro.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Alunos da rede municipal de Queimados terão livros expostos na Bienal

Jovens autores fazem parte do projeto “Tarde de Autógrafos com o 6º ano”, promovido por educadora da unidade Washington Manoel de Souza

Fotos: Thiago Loureiro - SEMCOM/PMQ
André Uchôa - Um simples trabalho escolar de língua portuguesa vai marcar a vida de 62 alunos da Escola Municipal Professor Washington Manoel de Souza, localizada em Queimados. Em uma iniciativa inédita no município, estudantes de duas turmas do 6º ano da unidade exporão obras de sua autoria na 19ª edição da Bienal Internacional do Livro a partir das 15h deste sábado (31), no Riocentro (Avenida Salvador Allende, 6555, Barra da Tijuca).

Os pequenos escritores do projeto “Tarde de Autógrafo com o 6° ano” estarão compartilhando suas experiências no maior evento literário do país no stand 67 (Espaço Paulo Freire), junto à orientadora educacional Cilene Cavalcanti, que estará expondo a obra “Lygia Bojunga e suas histórias”.
Alinhada ao tema gerador proposto pela Secretaria Municipal da Educação no último ano letivo - “Quem ama sua história, preserva sua memória” -, a ideia surgiu durante as aulas de português ministradas pela docente Vanessa do Vale. Ao lecionar sobre gêneros textuais e inspirada pela biografia do escritor Ziraldo, a professora motivou os alunos a elaborarem um texto sobre suas histórias de vida. Ela afirma que, apesar de alguns alunos desconhecerem o autor, sua obra “O Menino Maluquinho” era familiar à maioria.

“O resultado deste projeto foi bastante positivo, pois além de trazer à tona diversas lembranças por parte dos alunos junto aos seus familiares, também proporcionou a todos os envolvidos um estímulo de suas potencialidades acadêmicas e pessoais, contribuindo desta forma para um aprendizado significativo em busca do objetivo maior que é a cidadania plena”, contou a educadora, surpresa com a proporção que o projeto alcançou.

Em uma das etapas finais do trabalho, uma tarde especial de autógrafos junto à comunidade escolar foi realizada na unidade. Uma das participantes a mergulhar no mundo da escrita foi Rayane Pessoa (13). Animada com a perspectiva de mostrar sua criação ao público da Bienal, a jovem autora conta mais sobre a experiência adquirida graças ao projeto: “Gostei muito de contar a minha história. As pessoas precisam saber quem é a gente, mas nunca pensei que minha vida viraria um livro. Estou muito feliz por fazer parte deste momento”, relatou a moradora do bairro Nova Cidade.

Serviço:
Data: 31 de agosto
Local: No stand 67 (Espaço Paulo Freire) SIPRO-RIO, na roda de conversa com a escritora Cilene Maria Cavalcante que estará lançando a segunda edição do livro Lygia Bojunga e suas histórias: um caminho para o auto conhecimento e o desenvolvimento cognitivo. 
Endereço: Avenida Salvador Allende, 6555, Barra da Tijuca.

Guarda Municipal de Queimados recupera mais um veículo roubado

Ação começou com uma denúncia de morador aos agentes de segurança
Divulgação: Guarda Municipal
Priscila Renovato - Durante patrulhamento da Ronda Escolar na tarde desta segunda (28), um munícipe abordou dois agentes da Guarda Municipal informando que havia um carro abandonado na Rua Coringa, altura do número 18, bairro Nossa Senhora da Glória, próximo à Praça Dona Branca. Os guardas solicitaram reforço dos agentes do Proeis que atuam na Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, que foram até o local e encontraram um Astra (placa LCN 8D78), após averiguação, foi contatado ser produto de roubo. 
O carro, que foi roubado na cidade de Japeri, foi encaminhado para a 55ª DP (Queimados) e, posteriormente, encaminhado ao pátio legal de Deodoro para os trâmites legais.

Com o objetivo de reordenar e garantir a integridade do Patrimônio Público, o Secretário Municipal de Segurança e Ordem Pública, Sérgio Perfeito destacou o trabalho da Guarda Municipal e os resultados obtidos: “A Prefeitura de Queimados está somando forças contra os crimes no município. As ações dos policiais do PROEIS, somando forças com a Guarda Municipal, têm alcançado bons resultados na cidade. É isso que nos dá satisfação em trabalhar todo dia", destacou. 

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Em busca da vida saudável, pacientes de programa contra o tabagismo comemoram a vitória sobre o vício

Uma série de palestras foi realizada pela Prefeitura de Queimados, nesta quarta, em comemoração ao Dia Nacional do combate ao fumo
Fotos: André Uchôa SEMCOM/PMQ
André Uchôa - Pensando em prevenir o número de pessoas fumantes no município, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou nesta quarta-feira (28) uma série de palestras gratuitas para cerca de cem pacientes do Programa Municipal de Vigilância e Controle do Tabagismo. O evento é em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo, que abordou o tema “Tabaco ou saúde: o uso do Narguilé” e aconteceu no Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes – CETHID.
Criado em 1986, por meio da Lei Federal 7.488, a data tem por objetivo reforçar as ações de sensibilização dos danos causados à saúde pelo uso excessivo do tabaco. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tabagismo é considerado uma doença pediátrica, pois 80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos. No Brasil, 20% dos fumantes começaram o uso do cigarro antes dos 15 anos.
A meta, segundo a Secretaria de Saúde Drª Lívia Guedes, é alertar a população sobre o impacto negativo que o uso do tabaco exerce sobre a saúde, além de ser um fator de risco para o desenvolvimento de doenças pulmonares: “O tabagismo, em si, é uma doença crônica grave, que causa diversas complicações. O uso contínuo das substâncias causa 90% de todos os cânceres de pulmão, por isso a proposta é que continuamos impulsionando o tema desta palestra durante o ano vigente”, frisou.

Tratamento Gratuito
E quem está feliz e bem mais saudável é o casal Jorge Rodrigues (57) e Luciana Souza (48), do bairro Fanchem. Os dois são tão unidos que começaram juntos o tratamento e, após um longo período inserido no programa, receberam a notícia da alta: “Eu fumava dois maços por dia durante 33 anos da minha vida. E foi a partir de roda de conversas entre amigos que descobri os efeitos graves que as substâncias causam no organismo. Foi a partir disso que decidi procurar um tratamento que pudesse me ajudar a vencer esse desafio” destacou.
O sucesso do programa é tanto que o morador do bairro Vila do Tinguá, Marcio Nunes (44), está feliz com o resultado e ressalta o atendimento recebido: “Estou próximo de ter alta. Fumei durante 28 anos, e foi por questões de saúde que decidi fazer o tratamento. O atendimento recebido pelos profissionais é de excelência”, concluiu o vigilante.
Você tem mil motivos para parar de fumar. Isso porque o município conta com um Programa de Vigilância e Controle do Tabagismo, que oferece prevenção, tratamento e acompanhamento gratuito aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que desejam parar de fumar. O cuidado é tão grande da rede que a iniciativa envolve psicólogos e enfermeiros.
Os interessados em deixar de lado o vício, devem se dirigir ao anexo do Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes – CETHID, que fica localizado na Rua Onze, s/nº, Vila Pacaembu. O atendimento é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 16h30, e é necessário que o paciente leve os documentos de identidade e cartão do SUS.
x

‘Prefeitura no seu Bairro’ chega ao bairro Fanchem neste sábado (31)

Projeto social levará mais de 50 serviços ao local a partir das 9h 

Kathellen Islyne - Integrar as políticas públicas de áreas como Assistência Social, Saúde, Direitos Humanos, Esporte e Educação para cuidar da população que mais precisa é o principal objetivo da Prefeitura de Queimados. Por isso, através da Coordenadoria Executiva de Políticas Sociais, a gestão municipal promove mais uma edição do projeto “Prefeitura no seu Bairro” neste sábado neste fim de semana. Das 9h às 14h, a ação será realizada na Rua N, no bairro Fanchem.

A iniciativa oferece mais de 50 serviços à população, entre eles: atendimentos em saúde, inscrições em programas sociais, cadastro em vagas de emprego, serviços de estética e beleza e isenção na segunda via de documentos.

Serviço:
Evento: Prefeitura no seu Bairro
Data: Sábado (31/08)
Horário: 9h às 14h
Endereço: Rua N, esquina com a rua I - Fanchem

Bairro do Glória será o próximo beneficiado com o mutirão de limpeza

Ações promovidas pela Prefeitura de Queimados oferecem serviços como retirada de entulhoreparos no asfalto, troca de ralos e pintura de calçadas
Divulgação SEMCOM PMQ - IMG Felipe Bragança
Priscila Renovato - Limpeza de ruas, capina, reparos de asfalto e desentupimento de bueiros são alguns dos serviços que acontecerão neste sábado(31), no bairro do Glória, em Queimados. Isto porque o bairro será o próximo a receber o ‘Mutirão de Limpeza’que deixará o lugar ainda mais limpo e organizado.

A iniciativa, que faz parte do calendário de ações da Prefeitura, acontece por meio da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos. A equipe mobilizada para a ação será formada por cerca de 40 homens e contará com o apoio de máquinas, retroescavadeiras, roçadeiras e caminhões.


Para o Prefeito Carlos Vilela, é um prazer poder visitar, ouvir e orientar os moradores dos bairros que recebem o mutirão. “Sempre conversamos com a população acerca do descarte correto do lixo. Sempre que temos um período de chuva após dias secos, o lixo que desce para os rios deixa a água intratável. É por isso que insistimos que o lugar de lixo é no lixo, não nas ruas”, declarou o gestor.

Atendimento itinerante de assistência social chega ao bairro Vila do Tinguá, em Queimados

Cadastro no programa Bolsa Família, CadÚnico e passe interestadual para idosos foram alguns dos serviços oferecidos pela Prefeitura nesta quarta-feira (28)
Kathellen Islyne - A Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria de Assistência Social, realizou mais uma edição do projeto “CRAS Atende” nesta quarta-feira (28). Dessa vez, a iniciativa visitou a Escola Municipal Prof. Oscar Weinschenck, no bairro Vila do Tinguá.
Com o objetivo de oferecer aos moradores que não são usuários dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da cidade os principais serviços disponíveis nos equipamentos, como CadÚnico, passe interestadual para idosos, BPC (Benefício de Prestação Continuada), atendimento psicossocial, entre outros.
Para o Secretário da Pasta, Elton Teixeira, manter essa iniciativa é fundamental para ampliar a área de acesso da população aos serviços oferecidos. “O ‘CRAS Atende’ é uma forma de aproximar os serviços que existem nos equipamentos da população. A ideia é estreitar os laços com entidades e instituições sociais da área de abrangência de cada equipamento para ampliar os atendimentos aos usuários”, disse o gestor.
Edilene Tavares foi uma das favorecidas pelo projeto e conta como a ação se tornou um diferencial que viabiliza o acesso da população às facilidades oferecidas pelo órgão. “Soube que o CRAS estaria aqui pela escola do meu neto e vim. Às vezes a gente só não sabe que tem direito a esse tipo de coisa. Saber que num local próximo, uma escola do bairro iria oferecer inscrição para o Bolsa Família me incentivou a correr atrás dessa ajuda”, conta a moradora do bairro Pedreira.
O município de Queimados conta com oito CRAS espalhados pela cidade, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Para inscrições em programas sociais, os interessados podem se dirigir a uma dessas unidades ou à Secretaria Municipal de Assistência Social (Rua Eugênio Castanheiras, n° 176 - Centro) portando documento de identificação, CPF e comprovante de residência. O órgão atende também pelo telefone (21) 2665-8322.

Da terra para a mesa: produtos agroecológicos são sucesso em Queimados

Tradicional Feira da Roça que acontece no Centro da cidade ganhará  ponto de vendas na Estação Cidadania - Planeta Futuro

Kathellen Islyne - Investir em uma alimentação saudável e livre de agrotóxicos tem se tornado uma das principais preocupações do brasileiro. Por isso, a Prefeitura de Queimados decidiu ampliar a tradicional Feira da Roça - que oferece produtos orgânicos como frutas, legumes, verduras, ovos e queijos a preços acessíveis no Centro da cidade - e levar suas mercadorias também à Estação Cidadania (antigo CEU) Planeta Futuro, no bairro São Roque.

A iniciativa, que expõe alimentos cultivados por agricultores queimadenses às terças e quintas-feiras, das 6h às 14h, na Rua Elói Teixeira (altura da estação ferroviária), passará a acontecer aos sábados - quinzenalmente - na Rua Macaé, 430, no mesmo horário.

Os produtores interessados em se cadastrar no projeto - que também comercializa itens como ervas medicinais, leite, doces caseiros, húmus e mel - podem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Agricultura, localizada na Rua Francisco Gabriel Neto, nº 0, Fanchem ( 2779-8484).

Quem aprova a iniciativa é a professora Kelly Aparecida (36). Cliente frequente da feira, ela incentiva os filhos a consumirem produtos  sem agrotóxicos. “Na minha casa todos já entenderam que o melhor alimento é aquele plantado de forma ecológica e consciente. E isso não é positivo apenas em razão do meio ambiente, eles sempre pedem que eu compre a alface da feira por ser mais molinha e saborosa”, garante a moradora do bairro Vila do Tinguá.

Trabalhando  mais de 5 anos como feirante em sua barraca de hortaliças, Maria das Graças (54) trouxe técnicas de cultivo do Nordeste e conta que o ensinamento é passado de pais para filhos. “Já nasci roçando, é a minha vida, a gente aprende a consumir tudo que planta. Ensinei aos meus dois filhos que, além de me ajudarem na roça, também estudaram e conseguiram emprego graças ao dinheiro que ganho a vida inteira com a minha própria terra, usando minhas próprias mãos”, conta a produtora.

Investimento para o lar e para a cidade

Secretário da Pasta, Abílio Cardoso, afirma que é um compromisso da gestão municipal investir na agricultura familiar e revela ser um fiel consumidor da Feira da Roça, que existe há 8 anos por meio da Associação da Feira da Roça de Queimados (AFERQ).

Nossa cidade sempre produziu dentro de seus limites territoriais e temos orgulho disso. Podemos investir ainda mais nos nossos produtores agrícolas e por isso decidimos acrescentar mais um dia à programação do projeto. Eu amo essa feira, amo comprar verduras e legumes aqui e levar direto para a minha mesa. Nosso intuito é que a população possa adquirir esses produtos frescos todos os dias”, afirma o gestor.

Já o Coordenador Geral da Associação da Feira da Roça, Claudio Nicolau, destaca que o investimento da iniciativa sempre retorna para a cidade. “Nós produzimos aqui, compramos aqui e todo o dinheiro que recebemos volta para a economia da própria cidade. Mais de 90% do nosso faturamento é gasto dentro de Queimados, garantindo que a economia local cresça e empregos sejam criados”, conclui o produtor rural.