sexta-feira, 15 de junho de 2018

Campanha de Vacinação contra a gripe é prorrogada em Queimados

Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza 19 pontos de imunização. Meta é proteger 32 mil pessoas do vírus Influenza

Aline Lopes- Apenas 46,86% do público-alvo que deve se vacinar contra a gripe se imunizou em Queimados, na Baixa Fluminense. Para alcançar a meta de 32 mil pessoas protegidas contra o vírus, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e em concordância com a determinação do Ministério da Saúde, prorrogou a Campanha contra o Vírus da Influenza até o dia 22 de junho. Serão 19 polos de atendimentos funcionando de segunda a sexta, das 8h às 17h.


A vacina disponibilizada pelo Governo Federal é trivalente, ou seja, previne a contaminação da A/H1N1, A/H3M2 e influenza B. Para a Secretária Municipal de Saúde, Drª Lívia Guedes, é importante que todos se imunizem contra a doença “Sabemos que existe receio de se vacinar por conta de possíveis efeitos colaterais. Porém, essa é uma medida de prevenção necessária e eficaz que aumenta a qualidade de vida e ajuda a diminuir a proliferação do vírus”, explicou.

O público-alvo da vacina é formado por crianças com idade de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, mulheres que tenham dado a luz há até 45 dias, trabalhadores da área de saúde, pessoas com mais de 60 anos, jovens de 12 a 21 anos que participem de medidas socioeducativas, professoras da rede pública e privada e portadores de doenças crônicas.

Para se proteger contra o vírus, basta procurar uma unidade de saúde mais próxima de casa com identidade e cartão de vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Programa de Combate ao Tabagismo promove ação de conscientização em Queimados

Órgão promove grupos de apoio e fornece medicamentos para quem deseja abandonar o cigarro e atende cerca de 320 pacientes por mês


Aline Lopes- Com o objetivo de encorajar as pessoas a pararem de fumar, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou nesta sexta-feira (15) uma ação de conscientização pelo “Dia Mundial Contra o Tabaco”. A  iniciativa, que aconteceu no Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabete (CETHID), foi pensada para chamar a atenção da sociedade para os efeitos negativos que o fumo causa a saúde.

O Programa Municipal de Combate ao Tabagismo atende em torno de 320 pessoas por mês e utiliza grupos de apoio como ferramenta. Nesse modelo de tratamento, um paciente ajuda o outro a superar o seu vício. Além disso, o órgão distribui medicamentos gratuitos para ajudar da superação da prática.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Drª Lívia Guedes, o cigarro pode trazer diversos problemas para quem o consome. “Além do câncer de pulmão e garganta, o tabaco ainda pode causar outras consequências como: queda de cabelo, dentes e unhas amarelados, dificuldades respiratórias e redução da expectativa de vida”, explicou a gestora.

 A coordenadora do projeto, Kelly Pires, afirma que a pessoa adquire diversos benefícios rapidamente ao deixar de fumar. “Após 20 minutos sem o cigarro, a pressão e pulsação devem voltar ao normal, em um espaço entre  2 semanas e 3 meses, a circulação melhora, fica mais fácil caminhar e a função pulmonar aumenta”, destacou.

Fumante desde os 13 anos, Allan de Oliveira (28), procurou a ajuda do programa há cerca de três meses. “Quando me dei conta, já estava totalmente dependente do cigarro, fumava em torno de um maço por dia. Agora já estou há uma semana sem colocar tabaco na boca e estou me sentindo ótimo. Tenho fé que vou conseguir me livrar disso”, disse o morador do bairro São Miguel.


Para participar do programa, basta comparecer à sede do órgão - localizado na Rua Onze, s/nº, Vila Pacaembu - com identidade, CPF, comprovante de residência e Cartão do SUS, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

Queimados tem ação especial pelo combate à violência contra a pessoa idosa

Secretaria Municipal da Terceira Idade promoveu atendimento com assistente social, aferição de pressão e corte de cabelo em praça pública
  
Aline Lopes - Para celebrar o “Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa”, a Prefeitura de Queimados, por meio do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (COMDEPI) e em parceira com a Secretaria Municipal da Terceira Idade, realizou nesta sexta-feira (15) uma ação na Praça Nossa Senhora da Conceição, no Centro. O evento ofereceu atendimento com assistente social, aferição de pressão e corte de cabelo masculino à população idosa do município. 

O objetivo da iniciativa é elucidar o fato de que maus-tratos à pessoa idosa existem e devem ser combatidos. O Prefeito Carlos Vilela participou do evento acompanhado do vice-prefeito, Machado Laz, e do Secretário Municipal da Terceira Idade, Carlos Albino, e frisou que o governo está trabalhando em prol do direito de todos.

“Fazemos o possível para garantir que todos da melhor idade tenham dignidade e serviços de qualidade em nossa cidade. A prova disso é que temos um Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade, para que eles possam praticar atividades físicas gratuitamente, disponibilizamos também a Casa do Idoso, com especialidades médicas especialmente para eles e hoje também entregamos credencias para garantir prioridade de estacionamento para idosos e deficientes”, destacou.

De acordo com a Presidente do COMDEPI, Maricéia Peluzio, a função do órgão é supervisionar, acompanhar, fiscalizar e avaliar a política municipal do idoso. “Trabalhamos através de uma ouvidoria, na qual recebemos reclamações e, então, podemos investigar o fato. Após detectarmos o problema, encaminhamos o caso para o setor responsável, que pode ser a Delegacia, o Ministério Público ou a Assistência Social”, explicou.

Ciente de seus direitos como cidadão e pessoa idosa, José da Silva, de 79 anos, estava passando pela Praça e resolveu participar da ação. “Acho muito importante promover esses eventos de conscientização para a população. Infelizmente existem muitos idosos que sofrem maus-tratos e não sabem como pedir ajuda”, disse o morador do bairro São Cristóvão, que deu uma repaginada no visual durante o evento.

Tão importante como se conscientizar sobre a violência é saber quais são os meios de denúncia. Por isso, se você sofre algum tipo de agressão ou conhece alguém nessa situação, disque 100 (a ligação é gratuita e funciona 24h). Além disso, a cidade disponibiliza a ouvidoria da pessoa idosa, que atende pelo 2665-6526.

Queimados entrega credenciais que garantem prioridade de idosos e deficientes físicos em estacionamentos


Benefício pode ser requerido na sede da secretaria de Transporte e Trânsito do município

Fotos: Tiago Loureiro 
Leandro Machado - A secretaria municipal de Transporte e Trânsito de Queimados, na Baixada Fluminense, emitiu mais 25 credenciais que garantem prioridade a idosos, deficientes físicos com dificuldade de locomoção em estacionamentos públicos e privados em todo o território nacional. O encontro, realizado na manhã desta sexta (15), na sede do órgão, contou com a presença do Prefeito Carlos Vilela, que também recebeu o documento destinado a pessoas com mais de 65 anos de idade. Cerca de 200 benefícios já foram concedidos pela Prefeitura nos últimos dois anos.

O encontro também recebeu o vice-prefeito, Machado Laz; os secretários municipais de Transporte e Trânsito, Antônio Almeida; da Terceira Idade, Carlos Albino, e da coordenadora de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, Sirlene Marquiori. Além de receber o documento, os idosos e deficientes físicos também receberam orientações de como utilizar as credenciais de forma correta.

O Prefeito Carlos Vilela, com seu documento em mãos, ressaltou a importância do benefício para os idosos e deficientes: “Infelizmente vivemos uma cultura em que as pessoas não respeitam o direito dos outros, por isso precisamos intensificar políticas públicas que fortaleçam àquelas pessoas que mais necessitam. Sabemos das dificuldades vividas por cada um deles e nossa parte é fazer valer seus direitos”, ressaltou.

A credencial, regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), serve para substituir o antigo adesivo que ficava exposto no vidro dos automóveis. Agora, o documento é pessoal e pode ser utilizado em qualquer carro que o beneficiário estiver,seja como motorista ou carona. Mas o beneficiário deve ficar atento, pois o cartão deve ficar exposto de forma visível. Quem insistir em estacionar sem o cartão de autorização será multado.

"O cartão garante nosso direito"

A Prefeitura de Queimados concede o benefício, gratuitamente, para pessoas deficientes com dificuldade de locomoção e para idosos. O cidadão pode requerer o cartão na sede da Secretaria Municipal de Transporte (Rua Padre Marques, 314, Centro), das 9h às 17h, apresentando os documentos necessários. Antônio Almeida, secretário da pasta, falou sobre os benefícios para os moradores: “Antes o requerimento era feito no município do Rio, dificuldade intensa para idosos e deficientes. Hoje é perto, fácil e rápido. Estamos trabalhando intensamente para quem mais precisa”, destacou.

Seu José Palmeira tem 78 anos, era um dos mais felizes no encontro. Ele retirou a credencial dele e da esposa Maria Severiana da Costa, de 72, que tem deficiência física. "Muito boa esta iniciativa, afinal, é um problema quando precisamos estacionar. O cartão garante nosso direito e fui bem orientado pelos funcionários aqui", disse.
  
Documentos necessários:

Pessoas com deficiência que apresentam dificuldade de locomoção: requerimento encaminhado à Secretaria Municipal de Transportes; atestado médico original, constando o tipo e o grau de deficiência e se a mesma compromete a locomoção, assinado por profissional registrado no Conselho Regional de Medicina; cópia de comprovante de residência; cópia da Carteira de Identidade e do CPF. No caso da pessoa com deficiência ter idade inferior a 18 anos, deverão ser apresentados os documentos dos pais ou responsáveis.

Idosos: requerimento padrão; comprovante de residência do requerente (cópia); Carteira Nacional de Habilitação - CNH - em nome do idoso (cópia) e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV somente na categoria particular, do exercício vigente ou imediatamente anterior, em nome do idoso (cópia). O cartão é válido por 5 anos.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

“Festa da Torcida” anima idosos de Queimados

Abertura da Copa do Mundo foi comemorada com exibição de jogos antigos no Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade

Aline Lopes-  A Copa do Mundo 2018 começou oficialmente nesta quinta-feira (14) e os idosos de Queimados já estão na torcida pelo Brasil. No clima do Mundial, os alunos do Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade (CELTI) vestiram as cores da Seleção Brasileira para uma tarde pra lá de animada e repleta de recordações dos melhores momentos de outras edições da competição.


A “Festa da Torcida”, que aconteceu no auditório da unidade, contou com uma decoração especial de bandeirinhas e vuvuzelas, além da presença do Prefeito Carlos Vilela e da primeira-dama, Lucia Vilela.

“É uma festa linda que faz parte da cultura do povo brasileiro. Uma programação animada e cheia de atividades para nossa melhor idade só pode render bons momentos aos frequentadores do CELTI”, analisou o gestor.

Já o Secretário Municipal da Terceira Idade, Professor Carlos Albino, explicou o conceito da iniciativa. “Escolhemos passar os melhores momentos de Copas antigas com o objetivo de estimular memórias especiais em jogos que eles torceram pelo Brasil. Além de oferecer diversão e bate-papo com os amigos”, declarou.

Fã de Copas do Mundo e com trajes coloridos em verde e amarelo, a moradora do bairro Inconfidência, Eliane Monteiro, de 67 anos, disse que adora futebol. “Estou 100% confiante na vitória do Brasil e creio que nosso time voltará da Rússia com o título de hexacampeões”, disse ela, que faz musculação no CELTI e não perde nenhuma das festas e comemorações da unidade. 

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Sobram vagas para hemodiálise em Queimados

Existem 123 vagas abertas para pacientes com doença crônica renal nas clínicas habilitadas pelo SUS na cidade

Foto: Igor Lima
Aline Lopes- Pacientes com doença crônica renal não precisam esperar para fazer hemodiálise e diálise, em Queimados, na Baixada Fluminense. Nas duas clínicas habilitadas pelo Sistema Único de Saúde para este fim na cidade – o Instituto Nefrológico de Queimados (INQUE) e o Centro Nefrológico de Queimados (NEFRO) - existem 123 vagas disponíveis (a capacidade total de atendimento é de 400 pacientes). Em uma unidade particular, cada sessão dos procedimentos custa entre R$400 e R$600.

Foto: Igor Lima
Ao todo, 277 pessoas realizam o tratamento nas unidades. Para o Prefeito Carlos Vilela, é muito gratificante oferecer esse tipo de serviço não só aos moradores de Queimados, como também a pessoas de outros municípios. “Além do tratamento, oferecemos aos nossos moradores o transporte gratuito para realizar o procedimento, possibilitando que os munícipes cuidem da saúde de forma digna, com serviços de qualidade próximos de casa”, declarou.

Foto: Igor Lima
Além de Queimados, as clínicas atendem moradores de Nova Iguaçu, Mesquita, Seropédica, Itaguaí, Japeri e adjacências, basta que os procedimentos sejam regulados pelo sistema estadual, por meio das Secretarias de Saúde de cada município.

A doença renal crônica é caracterizada pela perda lenta e progressiva da função renal. Entre as principais causas estão: diabetes e hipertensão. Os níveis elevados de pressão arterial causam um estreitamento dos vasos dos rins e destroem progressivamente os néfrons (espécie de filtros nos rins) por falta de irrigação.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Drª. Lívia Guedes, o tratamento é indicado para pacientes com insuficiência renal aguda ou crônica grave. “A hemodiálise é um processo de filtragem e depuração do sangue. Trata-se de uma terapia renal substitutiva”, explicou.

Um sopro de esperança

Foto: Igor Lima
Na fila para receber um transplante de rim, a moradora de Nova Iguaçu, Soraia de Oliveira (43), faz tratamento de hemodiálise há um ano e meio no Instituto Nefrológico de Queimados. “Eu comecei perdendo o paladar, tendo o corpo inchado, com um gosto estranho na boca e sem conseguir fechar as mãos. Hoje, eu me sinto bem melhor, mas o maior problema é que eu não posso mais tomar nenhum líquido”, contou a paciente, que se submete três vezes por semana ao processo de filtragem do sangue.

Foto: Igor Lima
Já o morador do bairro Belmonte, Arlindo do Nascimento (49), disse que os seus primeiros sintomas foram indisposição e dificuldade para urinar. “É muito bom saber que temos um local perto de casa para realizar o tratamento, pois temos que vir várias vezes na semana para fazer a filtragem e após o procedimento, sentimos um pouco de mal-estar”, declarou ele, que também espera por um transplante de rim.

Para receber o tratamento em uma das unidades no município, é preciso comparecer no setor de regulação (Rua Onze, s/nº, Vila Pacaembu), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com identidade, CPF, cartão do SUS, comprovante de residência e encaminhamento médico. O órgão atende também pelo telefone 2665-6544.

Endereço das unidades:

Centro Nefrológico de Queimados (NEFRO)
Rua Manuel Augusto Muguet, 64, Centro
Telefone: 2663-3342



Instituto Nefrológico de Queimados (INQUE)
Rua 3, s/nº – lote 01, Q.S- Vila Pacaembu
Telefone: 3698-8930

terça-feira, 12 de junho de 2018

Queimados promove passeata para alertar a importância do combate ao trabalho infantil

Profissionais da Assistência Social do município alertaram comunidade acerca do tema e realizaram ações educativas em praça pública


Marina Mendes - No último ano, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que cerca de 1,8 milhão de meninos e meninas com idade entre 5 e 17 anos trabalham em atividades proibidas pela legislação nacional. E para lembrar a importância do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou uma ação que movimentou a Praça Nossa Senhora da Conceição, nesta terça-feira (12).
Com o objetivo de alertar e conscientizar a sociedade - sobretudo os trabalhadores e empregadores - acerca do tema, os funcionários da Pasta realizaram uma caminhada da sede da Secretaria até a Praça, que fica no Centro da cidade.
Sob o tema “Não proteger a infância é condenar o futuro”, os profissionais dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) e do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente se reuniram para fomentar e esclarecer ações que contribuem para a causa.
Além disso, a ação contou com uma tenda de atividades infantis - como desenho e pintura -, um espaço para esclarecimento de dúvidas e a presença do “Escambo Literário”, iniciativa de troca de livros do Projeto Prof. Fábio Castelano.
Para representar o Prefeito Carlos Vilela, quem esteve presente foi o vice-prefeito Machado Laz, que esclareceu como o trabalho infantil é um retrato de atraso de qualquer sociedade. “A infância é um investimento social e familiar, e por isso, a criança deve ser protegida. Como governo devemos incentivar cada vez mais a política pública, já que nossas crianças são o futuro e nosso meio de evoluir”, afirmou.
Já para o Secretário da Pasta, Elton Teixeira, a exploração da mão de obra infantil compromete o desenvolvimento das crianças. “Lugar de criança é na creche, na escola ou brincando, não trabalhando. É preciso conscientizar todos aqui sobre isso, e é por isso que nossa equipe está articulando não só com a população, mas com toda a rede pública para mostrar as alternativas e combater esse problema”, concluiu o gestor.
Diagnóstico social
Quem também marcou presença foi a Prof.ª Dr. Vânia Sierra, titular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Em uma parceria com a Secretaria, a professora, que é Doutora em Sociologia, vem desempenhando um mapeamento para um futuro diagnóstico social sobre o tema na cidade, que vai apontar quais as localidades de Queimados que estão mais vulneráveis a esse problema.
“Um município como Queimados, que tem potencial para crescer ainda mais, não pode admitir o trabalho infantil. Antes dos 13 anos, é totalmente proibido. De 14 aos 16, somente como aprendiz; e de 16 aos 18, também é necessário observar em que condições acontece esse trabalho”, ressaltou a professora.

A moradora do bairro Jardim da Fonte, dona Ideir Silva Santana (63), aprovou a ação e ainda levou o bisneto Pedro Henrique (9) para participar da tenda de atividades para crianças. “É muito legal que todos saibam que criança merece ter uma infância saudável. Isso é o que eu sempre prezei, tanto para os meus filhos quanto pros meus netos”, afirmou.