segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Simulado de acidente envolve mais de 60 pessoas em Queimados

Ação aconteceu na Vila Olímpica e contou com a Defesa Civil, a Cruz Vermelha e a SAMU

Texto: Camila de Paula | Fotos: Felipe Bragança

Na preparação para situações que colocam em risco a vida da população vale tudo. Para isso, a Defesa Civil de Queimados (SEMDEC), a Cruz Vermelha de Queimados e o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense (CISBAF) – via Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), uniram forças para um treinamento em prol da população, na última sexta-feira (19). Quem passava próximo à Vila Olímpica deparava com um cenário de desespero: gritos, gemidos, marcas de sangue, a imagem de um bebê em óbito e várias pessoas agonizando após colisão entre um carro, uma moto e um ônibus escolar. Mas nada estava acontecendo de verdade, tudo era uma simulação para que todas estas equipes que atuam na área pudessem treinar e aperfeiçoar os procedimentos necessários nestas situações. 

O secretário municipal de Defesa Civil, Belé Brazão, acredita que a integração entre os órgãos ajudou a trazer o projeto para a cidade e ter tanto sucesso. “Já estamos pensando em três simulados para o próximo ano. A ação, além de preparar as equipes, educa a população. Foi visto o que geralmente acontece com um bebê que viaja sem cadeirinha e com condutores e passageiros sem cinto de segurança e motociclistas sem capacete. O resultado sempre é desastroso: óbitos, fraturas, diversas vítimas, entre outros”, destacou o secretário. Já o Prefeito Max Lemos elogiou a dinâmica da equipe. “Estamos nos preparando cada vez mais para cuidar das pessoas, à medida que o município cresce os serviços de salvamento devem se qualificar”, enaltece o prefeito.

Gritos de desespero

Para ajudar a trazer mais veracidade ao processo, a atriz e voluntária da Cruz Vermelha, Janine Senna, atuou como uma das “vítimas”. Durante a ação ela representou alguém que caiu da moto sem capacete e gritava muito de dor, até o fim do “resgate”, como acontece nos acidentes reais. “Era preciso fazer tudo o mais próximo da realidade possível, nessas situações os gritos de desespero desestabilizam a equipe e isso também deve ser testado. Por isso, me ofereci para atuar dessa forma, mesmo estando capacitada para a atuação de salvamento, pois sabia que seria de grande ajuda”, comentou. O coordenador de treinamento da CISBAF, Fabio Rodrigues, afirmou que estamos na melhor época para esta ação. “Uma das finalidades é a de aquecer a equipe, pois agora vamos entrar em períodos de aumento de acidentes, onde a população costuma se deslocar muito e, em tempo de festas, fica com os ânimos exaltados. A equipe deve estar afinada”, acrescentou.

Segundo o subsecretário da pasta, Major Neves, e o chefe de atendimento às emergências, André Farias, mais de 60 pessoas participaram da iniciativa, sendo 16 da Defesa Civil e da Guarda Ambiental, 35 voluntários da Cruz Vermelha, 16 funcionários do SAMU, além de oito integrantes do grupo de Voluntárias da Terceira Idade. Para a criação do cenário, a SAMU disponibilizou três viaturas e seis macas, já a SEMDEC, um ônibus escolar, três viaturas, uma moto e um automóvel. Na última quarta-feira (19) os participantes tiveram uma reunião tática, onde estes detalhes do roteiro foram acertados. A SAMU realiza estes simulados em todo país seguindo as normas internacionais de emergência.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Central de Intérpretes de Libras faz alegria de usuários em Queimados

Texto: Camila de Paula | Fotos: Luiz Ambrósio

Além da assistência que recebe durante todo o ano, a comunidade surda e muda de Queimados ganhou da Central de Intérpretes de Libras (CIL) um “mimo” de natal na confraternização de fim de ano. Na última terça-feira (16) o setor realizou uma festa para os usuários do serviço, equipe e parentes, convidando-os para uma tarde agradável com bolo de festa, lanche e lembrancinhas natalinas, com direito a sorteio e presentes do Papai Noel. O “bom velhinho” visitou o evento na sede da Secretaria de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania (SEMDHEPROC), onde está instalada a CIL, e trouxe votos de paz e esperança para as pessoas que utilizam o serviço durante o ano.

A CIL de Queimados realiza atendimento virtual, por meio de chat de comunicação, em que o intérprete se comunica com o surdo à distância, através de webcam e também presencial, para agendamento e o acompanhamento a consultas médicas, audiências e agências bancárias. Os usuários Tiago Marinho e Marcelo de Lima compareceram ao evento em agradecimento à ajuda que tiveram para conquistarem o emprego. “Neste ano começamos a trabalhar como auxiliares de produção em uma empresa no município vizinho graças à ajuda da CIL, que nos acompanhou na entrevista de emprego com uma intérprete. Agradecemos muito pela oportunidade de emprego e plano de saúde”, destacaram.

Para a coordenadora do aparelho, Graciete Telles, a presença de todos é uma mostra do crescimento do trabalho realizado neste ano. “Desde que começou, a CIL tem se fortalecido muito. O prefeito Max Lemos e o secretário da, pasta Ribamar Dadinho, nos dão suporte para dar grandes oportunidades para estas pessoas”, comentou. A Central é a única em toda a região metropolitana do Rio e é a terceira implantada no Brasil e a primeira do estado. Atualmente Rio Grande do Sul e Paraíba são outras duas capitais que contam com o mesmo equipamento. Quatro intérpretes, um coordenador e um motorista compõem a equipe de trabalho da central que fica à Rua Otília, N° 1495 – Centro. 

Queimados recebe doação de equipamentos hospitalares do Estado

Itens serão utilizados para atendimento nas unidades básicas de saúde   

A Prefeitura de Queimados, através da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu nesta terça-feira, dia 16, equipamentos hospitalares doados pelo Governo do Estado para ajudar no atendimento da rede básica de saúde. Ao todo, o município recebeu 36 equipamentos sendo duas balanças neonatais, 30 máscaras para pacientes pós-traqueostomia (Hudson), três mesas para reuniões e um raio-x móvel. O valor dos equipamentos doados chega a R$ 70.473,00 mil.

A doação, que beneficiou 30 cidades em todo o Estado, fez parte do compromisso de contribuir com a assistência à Saúde prestada pelos municípios e fortalecer a rede de atenção básica dessas regiões. Mais de 2,9 mil equipamentos hospitalares foram entregues com investimento total de quase R$ 14 milhões. A cerimônia que simbolizou a entrega foi realizada no Salão Nobre do Palácio Guanabara.

Representando o prefeito de Queimados, Max Lemos, durante a cerimônia a secretária municipal de Saúde, Drª Fátima Cristina, falou sobre a importância da doação dos equipamentos para melhorar ainda mais o atendimento da rede básica de saúde. “Os equipamentos vão auxiliar os atendimentos da nossa rede de saúde. Eles serão utilizados em nossas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Acreditamos que a saúde preventiva é a melhor maneira de evitar casos de graves de doenças”, comentou.

Investimento na Atenção Básica de Saúde  

Para o governador, Luiz Fernando Pezão, o investimento na atenção básica de saúde é a melhor solução para amenizar os problemas enfrentados no setor. “Quero, junto com os prefeitos, investir na Atenção Básica, ver onde podemos ajudar não somente na Saúde, mas em todas as áreas. Tive a experiência de investir na atenção básica em Barra do Piraí quando fui prefeito e tivemos um resultado positivo. O mesmo deve ser feito em todo o Estado”, afirmou.      

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, para estabelecer a lista de itens doados foi considerada a capacidade de atendimento e o perfil das redes municipais de saúde. A entrega física dos equipamentos será feita pelo próprio Estado até o final deste ano.

Árvore de natal iluminada em Queimados vira ponto de encontro para “selfies”


Texto: Bruno Anacleto | Foto: Ian Marlon

Entrada do município virou atração entre os moradores e visitantes
  
Moda entre as postagens e compartilhamentos nas redes sociais, as fotos tiradas de perfil pela própria pessoa, as chamadas “selfies”, virou moda entre os usuários mais assíduos de aparelhos smartphones com suas câmeras embutidas. Adolescentes, adultos e até idosos já entraram na onda a lá Narciso – personagem da literatura grega que contemplava sua própria beleza. Não é difícil entender a propagação da moda. Quem hoje em dia não tem um smartphone em mãos? A tecnologia é a evolução dos celulares, mas com boas câmeras e acesso à internet para compartilhamento nas redes sociais.

O termo “selfie” é um neologismo do inglês “self-retrat”, que traduzindo significa literalmente auto-retrato. As selfies podem se feitas com celebridades, grupos de pessoas ou mostrando uma bela paisagem ao fundo da foto. É nesta onda que a cidade de Queimados ganhou um personagem inusitado: uma árvore de natal com 20 mil lâmpadas de led, que fica na entrada do município. Com 23 metros de altura, a árvore à beira da Rodovia Presidente Dutra, virou uma atração à parte para quem chega ou sai da cidade. O local virou ponto de encontro para fazer fotografias principalmente à noite quando está iluminada. A atração vai ficar exposta até a 1ª quinzena de janeiro quando será desmontada.

O secretário municipal de Serviços Públicos, Rogério Brand, fala que a árvore já se tornou uma referência no município nessa época do ano. “Todo ano montamos a árvore para deixar a entrada da nossa cidade ainda mais bonita. O prefeito Max Lemos se preocupa em deixar nossa cidade ainda mais bonita. Ele quer que os moradores e também os visitantes tenham orgulho do município. Nossa intenção é que as pessoas sintam o clima natalino quando passam por aqui”, falou o secretário.

Fotos noturnas  

Os primos Wallace Belisário Soares e Luis Vítor Martins, ambos de 19 anos, saíram de Austin, em Nova Iguaçu, para fazer uma corrida noturna para conhecer a atração natalina e tirar fotos. “Fiquei sabendo da iluminação das árvores pelo facebook de amigos e viemos conferir. Achei linda a iluminação. De longe pode já podíamos ver as luzes”, comentou Wallace. Para Luís Vítor, com a árvore a entrada da cidade é uma das mais bonitas da Baixada Fluminense. “Tenho que admitir que a entrada da cidade ficou bem legal. Já vi algumas pessoas que param aqui só pra fazer fotos e eu serei mais uma”, brincou Luís, que se preparava para fazer uma selfie com o primo.

Fim de ano em festa no CAPS

Centro de Atenção Psicossocial de Queimados faz festa para pacientes

Texto: Camila de Paula | Fotos: Luiz Ambrósio

Fim de ano é época de alegria e confraternização e na Secretaria Municipal de Saúde de Queimados não é diferente. Na última terça-feira (16) a festa de fim de ano do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que acontece todos os anos, agitou pacientes, seus parentes e equipe médica. O Caps é destinado às pessoas que sofrem transtornos psicológicos e psiquiátricos graves. A unidade, que atende mais de 300 pacientes por mês, com cerca de 50 em convivência diária, disponibiliza ainda atividades terapêuticas como oficinas lúdicas, de expressão com argila, de artesanato e de música.

Pelo segundo ano consecutivo, o churrasco foi elogiado pelos usuários. “A festa está linda e muito bem organizada. Aproveito para desejar um feliz natal para todos”, disse a paciente Teresa Cristina Rodrigues – a Teresão. De acordo com a dona de casa Elisângela Cunha, que tem três parentes em atendimento no CAPS é uma boa oportunidade para ver o carinho dos pacientes com a equipe. “Eles são muito bem tratados, aqui todos nós nos sentimos acolhidos”, destacou.

Para a coordenadora do CAPS, Joana D’arc Gomes, esta é de fato uma boa oportunidade para fortalecer os laços entre família, equipe e pacientes. “Eles adoram festas e nunca estão desestabilizados nestas horas. Sinal de que estão felizes”. O psiquiatra do programa, André Luis Coimbra, também concorda com o clima festeiro do centro de atenção. “É fundamental que criemos cenários de socialização, é muito importante ver a família participando e todo mundo mais unido”, explica André.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Alunos do CVT de Queimados se formam em cursos profissionalizantes

Texto: Bruno Anacleto | Fotos: Ian Marlon

Mais de 100 alunos do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Queimados se formaram nesta segunda-feira (15), no Teatro Municipal, nos cursos de pedreiro, almoxarife de obras, ladrilheiro, pintor de obra, eletricista predial, carpinteiro de forma e informática básica. Ao todo, 48 turmas concluíram os cursos da Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC) que duraram de três a cinco meses. Os alunos tiveram aulas três vezes por semana. Além do benefício do vale-transporte, os alunos têm lanche no próprio local.

Representando o prefeito de Queimados, Max Lemos, o secretário municipal de Obras, Elerson Leandro, participou da entrega dos diplomas e parabenizou os formandos. “Quero parabenizar a todos por essa vitória. Sabemos que a jornada de vocês para chegar até aqui foi longa, mas no final a recompensa é maior. Nosso prefeito tem orgulho de saber que nossos jovens estão se preparando para o mercado e que muitos terão a chance do primeiro emprego. Muitas empresas se instalaram em nossa cidade e elas vão aproveitar nossa mão-de-obra”, comentou o secretário, ao entregar o diploma ao aluno José dos Santos.

Provando que a busca pelo conhecimento e a qualificação profissional não tem idade, José dos Santos, de 56 anos, se formou no curso de pedreiro e agora vai reformar a própria casa. “Foi muito importante o incentivo da minha esposa e amigos para ingressar no curso. Trabalhei durante toda a minha vida como conferente de estoque e, então, quis aprender uma nova profissão. Agora que concluí as aulas vou poder reformar minha casinha”, disse.        
                   
As próximas inscrições para os cursos oferecidos pelo CVT acontecem no dia 07 de janeiro e vão até o dia 20 do mesmo mês. Os interessados podem se inscrever no site www.faetec.gov.br ou ir diretamente a unidade, que fica na Rua dos Topógrafos, s/nº, no bairro Flesman. Mais informações pelo telefone (21) 2779-9693

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Mais de 17 mil animais vacinados em Queimados

Campanha de vacinação antirrábica ofereceu 33 pontos espalhados pela cidade

Texto e fotos: Camila de Paula

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Queimados contemplou 17.152 animais com a campanha de vacinação antirrabica, no último fim de semana. Durante todo o sábado (13), das 8h às 17h, 33 pontos de vacinação espalhados pela cidade realizaram o serviço gratuitamente. Todos os animais, a partir dos quatro meses de idade, puderam ser imunizados. A ideia da Prefeitura de Queimados é tornar esta imunização a mais acessível possível para a população. De acordo com Secretária Municipal de Saúde, Dra. Fátima, foram disponibilizados tantos pontos para que todos pudessem aproveitar. 

A campanha costuma acontecer uma vez ao ano e a outra forma de vacinar é através de clínicas particulares, sendo um serviço quase inacessível financeiramente para a maioria dos munícipes. “É muito importante que toda a comunidade compareça e mantenha seus animais sempre com a vacinação em dia”, alertou antecipadamente a secretária. A dona de casa Tânia Botelho, de 60 anos, levou Milly e Toi, dois poodles, junto com a neta, Monique. “Para nós que moramos pertinho não tivemos nenhuma dificuldade, não sei como algumas pessoas ainda não levam, temos que fazer nosso papel, o governo está fazendo o dele”, disse a dona de casa.  

A hidrofobia 1, conhecida como raiva, é uma doença infecciosa causada por um vírus que se alastra pelo sistema nervoso do animal. Ela é transmitida pela saliva de um animal doente, através de mordida, arranhão ou lambida. Muito utilizada em caninos domésticos, ela também é bastante indicada para gatos. O detetive particular Rui Carlos Ribeiro, de 42 anos, levou o gato e o seu cão da raça, Lion. “Este serviço próximo da nossa casa e totalmente gratuito é tão fundamental, que eu fico pensando o caos que seria se não existisse isso. Quando eu era criança isso era uma tremenda dificuldade, era comum ver cachorros com raiva na rua, hoje a gente tem o serviço com facilidade.”, destacou.