sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Idosos caem na dança e abrem oficialmente o Carnaval de Queimados

Prefeitura promove tradicional baile e elege novos Rei e Rainha da Terceira Idade

Música ao vivo, decoração cheia de cores, fantasias caprichadas e muita vontade de dançar: assim se resume o 9º Baile de Carnaval da Terceira Idade de Queimados. O evento, que abriu oficialmente o período de folia no município, aconteceu na tarde desta sexta-feira (24), num salão de festas no bairro Santa Rita.

Com muita simpatia e esbanjando disposição, cerca de 100 idosos dançaram e se divertiram ao som de sambas-enredo e das famosas marchinhas, trilha característica dos bailes de Carnaval de décadas passadas. Além da oferta de muita água e sucos, mesas de frios e frutas ajudaram a manter a energia gasta na pista de dança.
 
Uma das mais animadas no salão era também a que mais detém primaveras entre os componentes da Terceira Idade: Dona Maria José de Souza tem 84 anos e afirmou que confeccionou a própria – e elaborada – fantasia.

“É uma alegria estar mais um ano aqui festejando, por isso eu mesma costurei essa roupa. Enquanto tenho saúde e condições de estar com meus amigos, quero sempre me divertir e dançar. Me faz bem, manda o tédio e a solidão embora”, afirmou a aposentada, que já foi eleita por três vezes Rainha da comemoração carnavalesca. 

Título real que trocou de mãos durante a festa: De Sueli Freire, 62, para Cremilda Brum, de 74. Assim como um novo Rei também recebeu a coroa e a faixa das mãos do antigo monarca, já que João Dias, 67, passou as honrarias a Francisco da Silva, de 69.

“Vim apenas para brincar, me divertir nesse comecinho de Carnaval, então realmente não esperava ser escolhido. É um enorme prazer estar entre pessoas queridas, já há tantos anos seguidos.”, contou João, que é morador do bairro Fanchem e frequentador dos eventos desde o início do projeto da Melhor Idade.

O Secretário de Assuntos Institucionais / Terceira Idade, Carlos Albino, comemorou a realização da festa e antecipou novidades positivas para os queimadenses com mais de 60 anos.
Imagens: Luiz Ambrósio/ SEMCOM - PMQ
“É uma grande alegria proporcionar momentos como esse aos idosos, gente tão saudável e de bem com a vida. Eles têm disposição sobrando e bom condicionamento físico, o que significa que nossos projetos estão ajudando na qualidade de vida dos participantes. Em breve teremos mais um pólo de atividades ao ar livre no bairro Dona Branca e aulas de terapia ocupacional no São Roque. Tudo para quem tanto contribuiu para o crescimento da nossa cidade”, declarou o gestor.

O Prefeito Carlos Vilela, que marcou presença no baile, fez questão de agradecer à antiga gestão pela atenção e cuidado dispensados aos idosos do município.

“É um governo de continuidade, tudo que está acontecendo começou há alguns anos. Deixo meus parabéns ao ex-Secretário Dequinha, por ter prezado pela excelência nos serviços prestados aos mais experientes. De minha parte, quero manter essa mesma atenção nos próximos quatro anos, não só na Terceira Idade, mas em áreas como a cultura, o lazer e o esporte”, afirmou.

Além de oferecer diversão, o evento também serviu para lembrar aos foliões de algumas responsabilidades, já que membros da Equipe de Educação em Saúde aproveitaram a confraternização para distribuir, além de 500 preservativos, informativos sobre como combater o mosquito Aedes aegypti.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Idosos participam de aulão de ginástica em ritmo de Carnaval

Prefeitura de Queimados reativou principal pólo de atividade física para a Terceira Idade no município. Outros dois serão implantados logo após a folia

Felipe Carvalho - Rio - Com a folia se aproximando, as tradicionais marchinhas carnavalescas ditaram o ritmo do aulão de ginástica para idosos, que marcou a reativação do principal pólo de atividade física para a Terceira Idade de Queimados, a Praça dos Eucaliptos, no Centro. Durante pouco mais de uma hora de atividade, que teve por objetivo desenvolver e melhorar a capacidade física do corpo e, de quebra, eliminar aquelas as gordurinhas indesejadas, os alunos aproveitam para malhar como se fosse dia de Festa de Momo.  

Na semana passada, a prefeitura já havia reativado o pólo da Praça da Bíblia, no bairro Inconfidência e a meta é implantar mais dois pólos logo após o Carnaval, um na Praça Dona Branca e outro na Vila Camarim. Os locais contam com professores de Educação Física,  responsáveis por ministrarem as aulas de ginástica e alongamento, que melhoram a autoestima e a qualidade de vida dos idosos.

De acordo com o prefeito Carlos Vilela, que marcou presença no aulão, a atividade foi apenas o aquecimento para o Baile da Terceira Idade que a prefeitura realizará nesta sexta-feira (24) no salão de festas San Pedro (Rua Santa Rita, 113 – Centro). “Fico orgulhoso de ver tantos idosos praticando exercícios físicos. Sou idoso e digo que quero viver muito ainda. Idoso não está morto, pelo contrário, pode e deve ser ativo ajudando a cidade a ser completa. Amanhã estaremos firme e forte no baile”, disse Vilela, conhecido por ser um tremendo pé de valsa.

Pólos descentralizados

As aulas no pólo de atividade física da Praça dos Eucaliptos acontecerão às quintas e sextas-feiras. Já no pólo do bairro Inconfidência serão realizadas às segundas e quartas-feiras, ambas das 8h às 9h30. “Nosso objetivo é ampliar as oportunidades para os idosos praticarem atividades físicas, inclusive em regiões da nossa periferia. Já definimos que as aulas na Praça Dona Branca serão às terças-feiras, a partir das 8h. Lá, os alunos terão até academia de musculação ao ar livre à disposição”, destacou o secretário de Assuntos Institucionais/Terceira Idade, Carlos Albino.

A pensionista Maria Francisco da Silva, de 67 anos, é fã das marchinhas de Carnaval e era uma das mais empolgadas durante o aulão, que reuniu cerca de 30 alunos. “Eu não consegui andar direito, vivia com dor. Há cinco anos comecei a me exercitar e tudo melhorou. Hoje, foi ótimo porque os exercícios foram em ritmo de Carnaval, adorei”, concluiu.

Blocos esbanjam na criatividade e vão colorir as ruas de Queimados até a terça-feira de Carnaval

Leandro Machado - Se a sua intenção é curtir o Carnaval com muita alegria e animação, o destino certo é Queimados, na Baixada Fluminense, que neste ano vai resgatar a cultura dos blocos de rua em várias regiões da cidade. Na hora de cair na gandaia, os foliões não vão economizar na criatividade. De amanhã (24) até a terça-feira da folia, 18 blocos independentes vão colorir as ruas da cidade. Além das fantasias, alegorias e adereços, os Festejos de Momo prometem chamar a atenção pelos nomes engraçados dos blocos: “Gato Mole”, “Peteleco na Mijona”, “Boi que Mia” e “Entorna, mas não derrama” são alguns dos diversos dos títulos inusitados. 

Depois de se molhar com garrafas de cerveja e parecer que havia urinado na roupa, Maura Oliveira, de 46 anos, ganhou o apelido de mijona. Daí foi um pulo para montar o bloco. “Começaram a me chamar de mijona e por causa de um amigo que gostava de me dar peteleco, batizamos o bloco de Peteleco na Mijona”, disse ela que não larga o sapo de pelúcia, mascote do bloco que vai desfilar na terça-feira de Carnaval, na Rua Santa Rita, no Centro.

O Carnaval deste ano está sendo realizado pela Federação de Blocos Carnavalescos de Queimados, em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, que disponibilizará banheiros químicos e fará a logística de trânsito e saúde.  O desfile dos blocos começou desde o dia 11 de fevereiro, nove agremiações já se apresentaram. Ao todo, a folia reunirá 27 agremiações independentes espalhadas por 12 bairros diferentes da cidade. “Os blocos de rua resgatam a cultura carnavalesca e valoriza as expressões culturais da cidade. Ficamos felizes em ver todos brincando com alegria e em diferentes cantos do nosso município”, destacou o prefeito Carlos Vilela.

A programação

Nesta sexta-feira (24), a folia começa a partir das 16h com o desfile do “Bloco de Carnaval Bella”, na Rua Alcindo Bulhões Paes, no Centro. Já no sábado (25), a festa começa a partir das 15h com a “Turma de Clóvis Atração”, na Rua Rui Chagas, no Centro, às 17h será a vez do tradicional “Bloco das Piranhas da Carlos Sampaio”, no Sítio do Meu Bem, na Estrada Carlos Sampaio, Centro e fechando às 19h, o “Bloco da Inconfidência”, que será realizado na Avenida Tiradentes, no bairro que dá nome ao bloco.

Fechando a programação do fim de semana, no domingo (26), sete agremiações realizam suas apresentações. Às 12h, será a vez do bloco “Motivo pra beber” se apresentar no Fanchem, logo após às 13h, se apresentam os Blocos “Entorna, mas não derrama”, na Rua Horácio, no bairro Cantão, o “Amigos do Paraíso”, na Rua Amaro Cavalcante e o “Bloco do Boi” na Rua Rui Chagas, no Centro. Às 14h, acontece o “Bloco do Futcharme”, na Rua Angelina Figueira e o Bloco “Boi que Mia”, no sítio Kakareco e às 15h o bloco “Miga Sua Louca” anima os foliões na Rua Divino Alcides dos Santos, na Vila Camarim.

Na segunda (27), será a vez do bloco "Flor da Vila”, a partir das 14h, na quadra do Vila Americana e às 16h o "Bloco dos Piratas" anima a galera da rua dos Telégrafos. Para fechar com chave de ouro, quatro blocos fecharão na terça-feira (28) a programação de Carnaval. Às 10h, o bloco do "Gato Mole" se apresenta na Rua Camarim, às 12h, será a vez do "Deixa Arder" desfilar na rua Nilópolis, no bairro São Roque, às 13h, será a vez do "Peteleco na Mijona" na rua Santa Rita, às 15h acontecerá o “Bloco do Pica Pau”, na Estrada do Lazareto  e às 16h o bloco "Batidas e Rimas" anima a galera que passar pela Praça Dona Branca.

Regras especiais

Os foliões podem beber até cair, mas não podem esquecer que existem regras a cumprir para que o carnaval seja em paz. Em reunião realizada com os responsáveis pelos blocos, o comandante do 24° BPM (Queimados), Ten. Cel. André Santos Souza, secretários municipais e representantes do Conselho Tutelar, ficou decidido a proibição de funk durante as atividades dos blocos e que os eventos terão que  terminar até  à meia noite.

Em cada bloco, haverá banheiros químicos disponíveis aos foliões e quem for flagrado desobedecendo a essa regra, pode parar na delegacia. Os pais de crianças e adolescentes e os vendedores também devem ficar atentos, pois a PM e o Conselho Tutelar irão fiscalizar a venda e o consumo de bebidas alcoólicas a menores de idade.

Queimados fecha convênio pioneiro com Instituto Federal de Educação e quer se tornar referência em Cultura


Prefeitura abrirá as portas de estágio, a partir de março, para os estudantes do IFRJ, campus Nilópolis, que farão pesquisa e mapeamento sobre os indicadores Culturais da cidade

Leandro Machado - A Prefeitura de Queimados saiu na frente e foi a primeira a fechar um convênio de estágio com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), campus Nilópolis. A partir de março, alunos do Curso de Produção Cultural da instituição vão iniciar um estudo no município, que visa a elaboração de projetos e pesquisas de opinião sobre os indicadores culturais em diferentes regiões da cidade.  O estágio não terá vínculo empregatício, a duração máxima será de dois anos  e a jornada será de até 30 horas semanais.

A seleção dos estudantes será feita pelo próprio IFRJ, logo após o Carnaval. O convênio assinado pelo prefeito Carlos Vilela, pelo secretário de Cultura, Marcelo Lessa e pelo Diretor Geral do IFRJ, Wallace Wallory Nunes, possibilitará que, além da Secretaria de Cultura – idealizadora da iniciativa –, outros órgãos do município solicitem estagiários para atender demandas das respectivas Pastas.  “Estamos em conversas adiantadas para conseguirmos trazer um campus do IFRJ para Queimados”, revelou o prefeito.

Nesta semana, o secretário de Cultura, Marcelo Lessa visitou a sede do instituto para sacramentar o acordo com o diretor-geral da unidade, Wallace Valory. “Além de servir como modelo para que o instituto leve este trabalho a outros municípios da Baixada, a proposta reunirá as principais demandas na área levantadas pelos próprios moradores. O papel dos estagiários será fundamental para a prefeitura entender onde e como fazer investimentos culturais”, destacou Lessa.

Elaboração de projetos e pesquisa nos bairros

Os estagiários já iniciarão suas jornadas com dois focos determinantes: Terão a missão de ajudar os técnicos da secretaria de Cultura na elaboração de projetos para enquadrar nas leis de fomento, ampliando assim a autonomia financeira da secretaria de Cultura e contribuindo com os produtores culturais locais e farão a pesquisa de indicadores culturais, que vai ajudar a definir onde devem ser empregados os recursos da cultura, como as áreas que a população deseja mais investimentos, por exemplo, se almeja por mais oficinas culturais, salas de cinema, biblioteca ou até mesmo espetáculo nos bairros.

De acordo com o ator e produtor cultural Leandro Santanna, responsável pela coordenação do trabalho com os estagiários, diversas áreas serão abordadas pelo estudo, entre elas: teatro, dança, artesanato, música, cinema, literatura, cinema, turismo cultural e artes plásticas. “O grupo de estudantes vai entrevistar moradores de diversos bairros e depois publicaremos os gráficos da pesquisa”, concluiu.

Fotos: Tiago Loureiro

Folia com pagamento na conta

Servidores de Queimados receberão vencimentos de fevereiro já nesta sexta-feira. Prefeitura definiu funcionamento do expediente nas repartições públicas para o período

Felipe Carvalho - Os servidores públicos do município de Queimados, incluindo os estatutários, comissionados e inativos, vão curtir o Carnaval com dinheiro no bolso. A Prefeitura, através das secretarias de Administração e de Fazenda e Planejamento e o Instituto de Previdência do município resolveram antecipar o pagamento de fevereiro para esta sexta-feira (24), honrando assim com um dos seus principais compromissos: manter em dia o salário do funcionalismo público e, novamente antes mesmo da virada do mês. O governo municipal também definiu como funcionará o expediente nas repartições públicas no período da folia.

O prefeito Carlos Vilela estabeleceu que todos os órgãos municipais funcionarão normalmente até sexta-feira e que  segunda e quarta-feira de cinzas serão pontos facultativos, funcionando nessas datas apenas os serviços públicos essenciais, como:  os de limpeza pública e saúde, bem como o Departamento de Posturas Municipais, os Abrigos Municipais e a Secretaria Municipal de Defesa Civil. “Os órgãos que trabalham com os serviços essenciais irão elaborar escalas de plantões para o atendimento ao público e para a continuidade dos serviços prestados”, explicou o prefeito.

Imagens: Tiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
O expediente será normal nas repartições cujas atividades não possam ser suspensas, em virtude de exigências técnicas ou por motivo de interesse público e para os órgãos envolvidos nos procedimentos licitatórios. “Pagar em dia o servidor será sempre o nosso objetivo. Mais uma vez estamos cumprindo o compromisso antes da virada do mês, possibilitando aos funcionários, que desempenham um papel central na administração pública, possam curtir o feriado ao lado da família e com dinheiro no bolso”, destacou o prefeito Vilela, que antes da confirmação do pagamento se reuniu com o secretário de Administração, Getulio de Moura e o de Fazenda e Planejamento, Fábio Cristiano, para acertar os últimos detalhes do procedimento.

A Prefeitura de Queimados conta atualmente com 2500 servidores, entre estatutários e comissionados e a folha de pagamento mensal gira em torno de R$ 6,5 milhões líquidos. Já o Instituto de Previdência do Município, comandado pelo presidente Marcelo Fernandes, tem 350 funcionários inativos, entre aposentados e pensionistas e a folha gira em torno de R$ 1,1 milhão/mês.



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Queimados é o único município da Baixada a oferecer Reabilitação Cardíaca gratuitamente

Pacientes com complicações cardiovasculares podem se tratar em programa que é referência em toda a região

Jéssica Moreira - Quem se recupera de um infarto ou é diagnosticado com uma doença do coração dificilmente acredita ser possível voltar a praticar atividades físicas. Para desmistificar essa crença, existe a Reabilitação Cardíaca, serviço oferecido gratuitamente a 174 pacientes cadastrados no CETHID (Centro Especializado de Tratamento em Hipertensão e Diabetes), localizado em Queimados, na Baixada Fluminense. Entre os objetivos do Programa estão a melhora do condicionamento físico, a qualidade de vida e a redução de fatores de risco associados a doenças cardiovasculares.

Um dos beneficiados do tratamento é o professor aposentado Paulo Cesar Abrantes, 69, que deixou de passar por uma cirurgia graças ao tratamento. “Faço parte da reabilitação há sete meses. Cheguei a ser indicado à cirurgia por conta de insuficiência cardíaca, mas, como o procedimento não era urgente, fiz outras avaliações e fui encaminhado ao Programa de RC. Desde então, não sinto mais taquicardia e nem desconfortos. Além disso, cada dia conheço um novo grupo de pessoas, dá pra fazer muitos amigos”, contou o morador do bairro Vila São João.

O Programa conta com uma equipe de profissionais que abrange diversas áreas da medicina – cardiologia, fisioterapia, educação física, nutrição, enfermagem e psicologia – e realiza 600 atendimentos por mês.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Dra. Lívia Guedes, o serviço é importante para devolver a capacidade dos pacientes realizarem atividades tidas como ‘simples’ para a maioria das pessoas.

“Alguns dos benefícios relatados pelos praticantes da Reabilitação Cardíaca são coisas do cotidiano, como estender roupas no varal, atravessar uma passarela ou alcançar um armário alto. É a devolução da independência física deles alcançada com o auxílio do Programa. Além disso, o convívio com os outros pacientes em igual situação é positivo para a autoestima”, afirmou.

Exercícios variados

Durante uma hora, três vezes por semana, os 174 participantes realizam exercícios de alongamento, musculação e aeróbica. As séries de atividades são preparadas de acordo com avaliações clínicas prévias, como as realizadas por Lidiane Nantet, educadora física do setor, que funciona desde agosto de 2016.

“Antes de o paciente iniciar o programa, passa por vários exames (teste ergométrico e ecocardiograma, por exemplo) para que não haja nenhum risco à sua saúde. Depois, analisamos se ele fazia alguma atividade física antes da doença ou era sedentário. Os exercícios são passados de acordo com a patologia de cada um, observando sempre a velocidade, o peso e o tempo adequados”, afirmou a profissional.

Tratamento exclusivo para Hipertensos e/ou Diabéticos

Imagens: Tiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
Vânia Rabello, Diretora Médica do CETHID - única da Baixada Fluminense a oferecer o serviço gratuitamente e que atende os 11 municípios da região Metropolitana I -, conta que a preocupação com o bem estar dos pacientes do Programa é constante.

“Os pacientes considerados de baixo risco são reavaliados pela cardiologia a cada 3 meses e os de risco moderado ou alto, mensalmente. A palavra de ordem é devolver a qualidade de vida a eles e é muito bom que possamos oferecer esse tipo de serviço, referência em toda a Baixada Fluminense”, declarou a diretora. 

Vale ressaltar que o Programa tem critérios clínicos específicos a serem observados pela equipe médica da unidade, que atende exclusivamente pessoas diagnosticadas com hipertensão e/ou diabetes. Para receber atendimento na unidade é preciso apresentar - além do encaminhamento médico ou guia de referência - cartão do SUS, comprovante de residência e documento de identidade originais.



terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Destino certo do lixo gera economia para Queimados

Prefeitura direciona resíduos sólidos para aterro sanitário consorciado com outros quatro municípios e gastará R$ 20 a menos a cada tonelada recolhida nas ruas

Felipe Carvalho - Diariamente, cerca de 100 toneladas de lixo são recolhidas nas residências e comércios espalhados pelos quatros cantos do município de Queimados.  Preocupada em dar destino correto aos resíduos sólidos e evitar a degradação do meio ambiente, a Prefeitura de Queimados começou a direcionar o material a um aterro sanitário consorciado com os municípios de Paracambi (sede), Mendes, Japeri e Paulo de Frontin. Além do tratamento adequado aos detritos recolhidos na cidade, a iniciativa vai gerar uma economia de mais de R$ 700 mil por ano aos cofres públicos.

Antes, a Prefeitura pagava em média cerca de R$ 65 a cada tonelada recolhida para os CTRs (Centro de Tratamento de Resíduos) de Seropédica e Nova Iguaçu, locais para onde os materiais eram direcionados. Com a mudança para o Aterro de Paracambi, vai gastar cerca de R$ 45 por tonelada. Na última segunda-feira (20), o prefeito de Queimados, Carlos Vilela, a prefeita de Paracambi, Lucimar Ferreira, o prefeito de Paulo de Frontin, Jauldo Neto e o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Mendes, Leandro Pereira Tavares se reuniram para a primeira reunião ordinária do consórcio de gestão de resíduos Centro Sul I, como ficou batizado.

O encontro serviu para que os novos prefeitos votassem o orçamento do consórcio, definissem as ações para o ano de 2017, além da escolha do diretor executivo, o advogado Cassio José Alves Garcia e da vice-diretora executiva, a Engenheira Florestal  Francine Ramalho, que serão os responsáveis por tocar a parte administrativa da entidade.

A atividade foi conduzida pela superintendente de gestão de resíduos da Secretaria de Estado de Ambiente (SEA), Sheila Valle, que explicou as vantagens do consórcio para os municípios. “O grande benefício do aterro sanitário é que o custo é por escala, ou seja, todo o valor gasto com material e pessoal será dividido por cinco. Não importa se você leva 20 ou 200 toneladas, o gasto com equipamento e pessoal será o mesmo. Se um município fosse operar o aterro sozinho, o custo/tonelada ficaria altíssimo. No futuro, o consórcio pode vir a licitar a coleta seletiva de todos esses municípios”, previu.

Recompensa ambiental

Imagens: Tiago Loureiro/ SEMCOM PMQ
Por não ter lixão na cidade – realidade até 2009 – e por dar destino correto ao lixo, o município de Queimados deve receber, ainda em 2017, R$ 1,2 milhão de ICMS ecológico (uma espécie de recompensa tributária a quem ajuda a conservar ou produzir serviços ambientais), segundo estimativa divulgada pela secretaria de Estado do Ambiente. “Não tínhamos um aterro sanitário, então, decidimos entrar num consórcio, que é a melhor alternativa sustentável e econômica. Vamos ter um acréscimo no nosso ICMS verde que será utilizado em ações de preservação ambiental”, garantiu o prefeito Carlos Vilela.

Coleta é referência 

O consórcio está em funcionamento desde outubro do ano passado e a sede fica em Paracambi. O município de Queimados destina cerca de 100 toneladas por dia ao aterro sanitário.  A coleta de lixo ocorre três vezes por semana em todos os bairros, sendo terças, quintas e sábados de um lado da linha férrea e às segundas, quartas e sextas do outro lado. Já na área comercial, o serviço acontece todos os dias, inclusive aos domingos após a tradicional feira livre, na Avenida Tinguá, no Centro. De acordo com o secretário de Serviços Públicos, Rogério Brandi, “a coleta de lixo chega a 95% dos domicílios da cidade”. 

Morador do bairro Jardim da Fonte, Jeferson Marinho, de 31 anos, programa as atividades de casa de acordo com o calendário da coleta de lixo, que passa bem em frente a sua residência três vezes por semana. “Aqui em casa sou eu que sempre tiro o lixo, então fico ligado nos dias certos de coleta. Nunca ficam sem passar por aqui, e assim é mais fácil manter o bairro mais limpo e livre de ratos, baratas e outros bichos”.