sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Premiado escritor do universo infantojuvenil participa de encontro com alunos da rede municipal

Júlio Emílio Braz estará presente na Escola Waldick Cunegundes Pereira na próxima terça (12)
Fotos de divulgação da internet
André Uchôa - Os cerca de 150 alunos da Escola Municipal Waldick Cunegundes Pereira, em Queimados, na Baixada Fluminense, vão receber nesta terça-feira (12) a visita ilustre do autor Júlio Emílio Braz. A manhã dos estudantes será animada com histórias, leitura, além de um bate-papo com o escritor de literatura infantojuvenil. O encontro, que acontece às 9h na unidade, vai reunir alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.
Preconceitos, a importância da amizade, união e até alimentação saudável foram alguns dos assuntos abordados pelos livros do artista. As obras foram utilizadas em encontros promovidos pela Articuladora de Leitura da unidade, Valéria Barbosa. Feliz em promover a visita do autor, a docente da rede municipal explica o trabalho desenvolvido em sala de aula.
“A partir da proposta da implementação de leitura da Secretaria Municipal de Educação iniciamos o projeto “Autor Homenageado”. Durante três meses trabalhei com os alunos temas em alta na nossa sociedade, como por exemplo, o bullying. E para fecharmos com chave de ouro essa ação, teremos a presença do escritor”, conta a docente.
Além de poderem conhecer o autor, os alunos realizarão apresentações teatrais e participarão de um coral inspirados pela releitura do livro “Pretinha, Eu?”.
Carreira voltada ao público jovem
Júlio Emílio Braz iniciou sua trajetória como escritor de roteiros para histórias em quadrinhos publicadas no Brasil e em países como Portugal, Bélgica, França, Cuba e Estados Unidos. Atualmente, o artista soma cerca de 170 obras lançadas.
Em 1988, recebeu o Prêmio Jabuti pela publicação de seu primeiro livro infantojuvenil: Saguairu. Dois anos mais tarde, escreveu roteiros para o programa Os Trapalhões, da TV Globo, além de algumas mininovelas para uma emissora de televisão do Paraguai.
Consolidado por publicações internacionais, o autor recebeu, em 1997, o prêmio Austrian Children Book Award, na Áustria, pela versão alemã do livro Crianças na escuridão (Kinder im Dulkern), e o Blue Cobra Award, no Swiss Institute for Children’s Book.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixe aqui seu comentário sobre esta notícia.