quarta-feira, 24 de maio de 2017

200 vagas para cadastro de mototaxistas ainda estão em aberto em Queimados

No entanto, alguns profissionais insistem em trabalhar de forma irregular. Secretaria de Transporte intensificou fiscalização da categoria e processo de legalização

Jéssica Moreira - A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, tem realizado constantes operações para punir com multa e apreensão de motocicletas quem não estiver credenciado para a prestação do serviço na cidade. Porém, alguns mototaxistas parecem não estar satisfeitos com as medidas.  

Nesta quarta-feira (24), houve protestos em diferentes pontos da cidade, nos quais condutores têm tentado trabalhar de forma irregular (sem licença expedida pela SEMUTTRAN). Vias de trânsito foram fechadas pelos manifestantes - Irmãos Guinle do trecho da José Maria Coelho até a Padre Marques – em ação que, segundo informações de membros da Secretaria, foram coordenados por locatários de motocicletas.

De acordo com o Secretário da Pasta, Antônio Almeida, o discurso de que a gestão “quer atrapalhar o trabalho dos mototaxistas” é uma inverdade.

“Temos vagas sobrando para cadastrar condutores legais junto à nossa secretaria. São quase 200 carteirinhas à disposição, desde que se cumpram todas as exigências de documentos e habilitação. Essas medidas visam o bem-estar da população que utiliza o serviço e não vamos abrir mão da fiscalização”, declarou o gestor, que afirmou ainda que o município tem se empenhado para facilitar a regularização e a capacitação dos condutores de motocicletas para meio de transporte.

Os mototaxistas tiveram mais de um ano de prazo para efetuarem o cadastro junto à prefeitura. Atualmente são 250 profissionais cadastrados, dos quais 160 já tiveram seus nomes e matrículas publicados no Diário Oficial do município e estão aptos para trabalhar (o restante precisa sanar algumas pendências documentais). 

Imagens: Thiago Loureiro/ SEMCOM - PMQ
E para melhorar a qualidade do serviço oferecido aos usuários desta modalidade de locomoção, uma parceria entre a Prefeitura de Queimados e o DETRAN possibilita que os condutores façam – de forma gratuita – o Curso Especializado obrigatório destinado aos profissionais da categoria. Até o momento, 100 alunos estão em fase de conclusão do curso e mais 100 vagas serão abertas no próximo mês.

O curso, instituído pela Resolução CONTRAN 410/2012, custaria em torno de R$400 aos motociclistas em qualquer autoescola e tem por objetivo garantir aos motociclistas profissionais a aquisição de conhecimentos, a padronização de ações e atitudes de segurança no trânsito. Entre os conteúdos abordados estão noções básicas de legislação, ética e cidadania na atividade profissional, gestão de risco sobre duas rodas e o uso adequado de equipamentos de segurança. A carga horária total é de 30 horas/aula, cumpridas em cerca de 6 dias de curso.

Um comentário:

  1. A matéria deixou bem claro, operações para multar e apreender motocicletas.
    Gerando lucro para o saruê Max lemos

    ResponderExcluir

deixe aqui seu comentário sobre esta notícia.